O desafio de Ortiz

Publicado em: 08/06/2010

Edmílson Ortiz segue para a Copa do Mundo da Àfrica do Sul como um profissional multifuncional, multifacetado.Terá o papel , pela RBS, por exemplo, de filmar e editar as matérias de televisão que serão veiculadas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “Você está preparado?”, surge a questão em um bate papo promovido, no dia 31 de maio, pela Casa do Jornalista, Sindicato das Emissoras de Rádio e Televisão (SC), Associação dos Cronistas Esportivos de Santa Catarina e Faculdade Estácio de Sá. “Apesar do meu excelente treinamento, nunca estamos totalmente preparados. Estamos nos preparando sempre, a cada momento”, disse. Natural de Santa Maria (RS), Edmílson começou a fazer Jornalismo em 1995 e logo na sequência foi trabalhar no Jornal A Razão. Não demorou muito e em 1997 estava na RBS TV da sua cidade. Um ano depois continuou no grupo da Rede Brasil de Comunicação, mas em Florianópolis. Teve algumas experiências internacionais. Cobriu a despedida de Guga Kuerten no Torneio de Roland Garros, na França e no ano passado fez o Mundial de Vôlei no Catar. Na ocasião, produzia matéria para TV, para o rádio e escrevia para jornais. Tudo vai se repetir no Campeonato Mundial de Futebol. Além disso, terá que abastecer o site Extracopa (http://wp.clicrbs.com.br/extracopa). O jornalista diz que um outro desafio dele e de outros integrantes da RBS na África é fazer algo particular, diferente. “Há sempre uma brecha para se fazer algo que fuja do trabalho apresentado pelas grandes empresas de comunicação, como é o caso da Rede Globo”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *