O rádio em Caçapava do Sul

Publicado em: 14/05/2010

Arnaldo Luiz Cassol

A Segunda Guerra Mundial havia serenado as suas desastrosas façanhas e a horrenda marca da destruição começava a ser substituída pela reconstrução pacífica entre os escombros generalizados pelo mundo inteiro. Era o ano de 1947, quando chegava à cidade de Caçapava do Sul-RS um moço recém-formado, com especialização em otorrinolaringologia, Dr. Paschoal Pery Gorrese que, ao deixar a sua terra natal, Porto Alegre-RS, optou pela vida interiorana.

O Dr. Gorrese, como era conhecido, tinha uma verdadeira predileção pela rádio comunicação, tornando-se radioamador a 11 de junho de 1937, recebendo o Indicativo de Chamada PY3DV. A rádio comunicação dava os primeiros passos após as grandes dificuldades marcadas pela guerra.

O técnico Gomercindo Prates Chaves, também radioamador, detentor do Indicativo de Chamada PY3ZG, responsável pelo serviço de eletricidade da área municipal, possuía uma “estação de radioamador” que operava em caráter permanente dadas as dificuldades de outros meios a não ser a radiotelegrafia dos correios.

O radioamadorismo prestou relevantes serviços à comunidade, mesmo por se tratar de uma operação praticamente gratuita e a inexistência de telefones.

Em 1951, o moço médico, de parceria com Gomercindo Prates Chaves – PY3ZG, seu colega radioamador e Ernani Miranda, davam investidas para a criação de uma rádio transmissora e isto aconteceu no dia 20 de maio de 1951, quando a Rádio Caçapava começava a entrar nos lares da comunidade, com seus primeiros programas radiofônicos.

Nos diz a história nos seus registros: – “Diante da curiosidade natural dos habitantes de nossa terra, cortou os céus da “Sentinela dos Cerros”, pela vez primeira, uma voz que anunciava, para conhecimento geral, que estava indo para o ar, naquele momento, a Rádio Caçapava e, a partir daquele instante, estava iniciada a jornada e definida uma obra”.

O Dr. Paschoal Pery Gorrese é o fundador e patrono desse importante empreendimento cultural e de prestação de serviços desenvolvidos pela extraordinária tecnologia que estreita cada vez mais, o espaço das comunicações.

A Rádio Caçapava começou com a potência de 100 watts, 250, 1000 e está hoje com 2000 watts, na freqüência de 1070 KHz, que sofreu uma fundamental remodelação e ampliação de seus recursos programáticos na modernização de seus estúdios e aquisição potencial que a coloca entre as melhores emissoras interioranas.

Foram pioneiros, além dos já citados integrantes do quadro, Edgar Perez, João Chaves, Breno Osório Pereira (todos de saudosa memória). Elza, Lia e Cecília Chaves, Felisberto Freitas, Rivadávia Severo, Moisés Velasquez, Eloi Schwelm, até chegarmos a atual diretoria, composta pelo Dr. João Baltezam Ferreira, diretor, Favorino Dias Chaves, diretor supervisor e bacharel Adail da Rosa Paz, gerente.

A Rádio Caçapava, prefixo ZYK-218, por sua tradicional participação no desenvolvimento do município, goza de um conceito muito significativo, pois, se destaca entre as similares e sua atuação abrange uma área intermunicipal com uma potencialidade de alcance bem expressivo em razão da aquisição de novas técnicas e instrumentos concernentes.

O Poder Legislativo Municipal delegou o título de “BENEMÉRITA DE CAÇAPAVA”, pelos serviços e utilidades prestadas ao longo de seus 51 anos.

Colaboração de Ivan Dorneles Rodrigues – PY3IDR
e-mail: [email protected]
Site: http://www.geocities.ws/py3idr

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *