O sucesso das novelas do rádio

Publicado em: 20/01/2008

Um dia destes encontrei a Rute Vieira, que nos tempos da juventude atuava como a “mocinha” das novelas de rádio na antiga PRC-4 Rádio Clube de Blumenau. E, coincidência, ela estava acompanhada de uma senhora, a Lia, que também participava das novelas. Época em que eu, nos meus 15, 16 anos, só era o locutor “comercial” do horário das novelas.
Por Carlos Braga Mueller

Aliás, recordando desse tempo me veio à lembrança aquela que foi a mais famosa de todas as novelas do rádio brasileiro: “O Direito de Nascer”. Com que emoção as mulheres (e os marmanjos também) sintonizavam seus receptores Philips, Telefunken, Philco (e tantas outras marcas famosas) nas ondas curtas da Rádio Nacional do Rio, ou da Tupi de São Paulo, para “sentir as emoções” do rádio-teatro.
Às 20 horas e 05 minutos, logo após o “Repórter Esso”, as vozes aveludadas dos e das “speakers” anunciavam:
Locutor: Senhoras e Senhoritas: Colgate, que dá a você o sorriso que você quer, e Palmolive, o sabonete embelezador da mais alta qualidade que existe, apresentam…
A técnica entrava com “La Golondrina”, orquestrada, que era o prefixo do horário.
Locutora: Rádio Teatro Colgate-Palmolive, com mais um emocionante capítulo da novela de Felix Caignet, “O Direito de Nascer”.
Segundas, quartas e sextas-feiras, às 20h05 era o horário sagrado da Rádio Nacional, que monopolizava os ouvintes do Brasil inteiro.
E se você perdesse algum capítulo, havia sempre a possibilidade de escutar o mesmo capítulo, no dia seguinte, no mesmo horário, só que com outro elenco de radioatores, na Rádio Tupi de São Paulo.
O personagem principal da história era o médico Albertinho Limonta, sempre atormentado para saber suas origens, porque fora criado por uma preta, a famosa Mamãe Dolores.
Na Rádio Nacional o papel era interpretado por Paulo Gracindo. Na Tupi, Albertinho Limonta era Walter Forster.
Não resta a menor dúvida: foram doces momentos do rádio brasileiro, na sua fase áurea dos anos cinqüenta.
 


{moscomment}

3 respostas
  1. Adilson Marciano Latorre says:

    Caro amigo , sou radialista, e tb vivi no tempo das novelas de radio e tenho muita vontade de ressucita-lass no radio. Gostaria de começar com contos. preciso de roteiros ( escripts ) pode me ajudar???- Estou e Palmas-To – na 96FM da redesat.
    um abraço
    Adilson

  2. clelia santos souza says:

    quando criança, ouvi muita novela de rádio com minha tia no interior da bahia. adorava ouvi-las. saudades delas se voltassem, seria ótimo! as que mais me marcaram foram: o terceiro pecado, o egípicio de ivani ribeiro e uma escada para o céu de janete clair

  3. Antonio Reis da Silva {toninho} says:

    Adilso você e o nosso famozo brazinha de monte aprazivel dos anos 60

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *