Ondas curtas em alta

Publicado em: 03/06/2013

O rádio brasileiro coloca os pés no chão e retorna forte com sua programação também em Ondas Curtas. Rádio Aparecida, Record, Bandeirantes, Nacional da Amazônia, Brasil Central de Goiânia, Guaíba, Gaúcha e agora o retorno na RB2 ex-Rádio Clube Paranaense. Comercializada há mais de ano com os Irmãos Redentoristas, a tradicional emissora paranaense voltará a operar com suas Ondas Curtas de 25, 31 e 49 metros.

A direção da emissora já está sendo cumprimentada pelo povo brasileiro por essa iniciativa. Os jovens que curtem rádio estão mais acostumados com as emissoras em Frequência Modulada (FM) e com as tecnologias avançadas como internet, iphone, celular, tablete, JPS e outros. Para quem mora no interior brasileiro não tem ainda acesso a todas essas inovações.

Pra quem gosta de rádio e acompanha os noticiários, programas e transmissões esportivas a volta das operações em Ondas Curtas será de grande utilidade. A RB2 conhecida como a B2 à rádio Gol do Brasil transmite no AM1430 com 50 mil watts de potência alcançando especialmente no período noturno grande parte do país e países vizinhos.

Suas Ondas curtas sempre foram sintonizadas em toda a América do Sul e também nas Guianas e Europa. Essa iniciativa da Fundação dos Irmãos Redentoristas merece todos os aplausos e com certeza será sucesso de audiência e retorno publicitário.

1 responder
  1. Edison Bocorny Jr. says:

    Ótima notícia! Esta era uma das emissoras que tinha convicção que retornariam suas atividades em Ondas Curtas, assim como a Cultura de SP em breve.
    Lástima à Globo ter vendido seus 4 canais de Ondas Curtas das emissoras de São Paulo e Rio de Janeiro, principalmente por ser o missionário Davi Miranda. A rádio Record envergonha com sua queda abrupta abandonando seus 4 canais em OC 49 m 6150 Khz, 31 m 9505 Khz, 25 m 11965 Khz e 19 m 15135 Khz, além do seu sinal em AM estar bem longe de irradiar 200 KW dia e noite, no qual se gabavam até pouco tempo.
    Outra lástima fica por conta do grupo EBC ou do Governo Federal que não investe nas Ondas Curtas, prometendo novos transmissores de 300 KW para as duas frequências da rádio Nacional da Amazônia há 5 anos, além da Nacional de Brasília 980 Khz AM que deveria voltar à operar com 600 KW à noite, mas parece estar com 1/3 de sua capacidade.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *