Opinião

Emissoras de rádio e TV se unem em um comercial. NSC, Record e SBT TV juntas num só comercial, numa só intenção – a recuperação.


 

Cada vez menos patrocinadores ou anunciantes. Cada vez mais demissões de jornalistas e demais funcionários das emissoras. O que faltou? A internet com seus meios; entendamos – novas mídias, ganharam mais adeptos e mais confiança? Por quê? Emissoras se unem para tentar legitimar algo importante e que – deveria ser real, a confiabilidade nas informações. Qual o real papel da mídia, da imprensa? Apenas dizer o que aconteceu e com quem aconteceu? Vender produtos? Ou vender ideologias? Essa última, se for verdade, induziria ou persuadiria muitos a pensar como a empresa (imprensa) quer que as pessoas pensem ou acreditem. A imprensa livre é fundamental à democracia, mas até que ponto ela pode ser livre? A culpa não é dos jornalistas. Há mais tanto por cima quanto abaixo da superfície.

A imprensa oficial: TV, rádios e suas demais mídias ainda têm maior credibilidade. Não é como nas redes sociais onde qualquer um publica qualquer bobagem. Cada cidadão que busca informação precisa mais do que ouvir notícias. É sua responsabilidade avaliar, aprofundar-se e não sair repetindo bobagens, seja por ter lido na internet ou só porque deu na TV. Pense, reflita, avalie, discuta de modo inteligente e respeitoso. Que a imprensa, o 4º poder que está entre os 3 primeiros e maiores, recupere o que precisa, mas que faça jus a isso. Que a população pare de achar graça e fazer piadas sobre “poderosos” desonestos. Rir de quem nos assalta em todos os sentidos. Tudo bem, pode ser apenas uma opinião.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *