Os novos comendadores da Acaert

Publicado em: 02/08/2013

Eurides Antunes Severo e José Francisco Müller Bohner serão homenageados na abertura do 15º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão.

Antunes Severo

Zeca Bohner

O destaque da cerimônia de abertura do 15º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão será a entrega da Comenda ACAERT a dois importantes profissionais do Rádio no Estado: Eurides Antunes Severo e José Francisco Müller Bohner. Suas trajetórias contribuíram para a história da Radiodifusão de Santa Catarina. A abertura do evento será às 20 horas, da quarta-feira, 08 de agosto, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis. Antunes Severo e Zeca Bohner se juntarão ao seleto grupo de 26 comendadores ACAERT. A honraria sempre é outorgada na abertura dos Congressos Catarinense de Rádio e Televisão desde o 10º Congresso.

Os homenageados desde a criação da comenda

– Eurides Antunes Severo é gaúcho de Rosário do Sul, iniciou no rádio em 1950, onde atuou até 1964. Locutor, repórter, noticiarista, radiator, produto e apresentador de programas de auditório, trabalhou em emissoras do Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Em Florianópolis desde 1956 participou da reforma do Sindicato dos Jornalistas em 1962 e da fundação do Sindicato dos Radialistas de Santa Catarina. Mestre em Administração, é professor na UDESC. Participou da fundação e é associado da Associação Paranaense de Rádio, da Casa do Jornalista (SC), da Associação Catarinense de Propaganda, da ADVB/SC e do Instituto Caros Ouvintes. Dedica-se à pesquisa do rádio e da televisão. É co-autor do livro “Caros Ouvintes – os 60 anos do rádio em Florianópolis” e organizador, com o jornalista Marco Aurélio Gomes, do livro Memória da Radiodifusão Catarinense, publicação da ACAERT.

– José Francisco Müller Bohner é de Ijuí, Rio Grande do Sul. Sua história se mistura com a história do Rádio da Região Oeste de Santa Catarina. Segundo filho de Francisco Norberto Bohner e Augusta Müller Bohner. Em 54, o casal assumiu a direção da Rádio Sociedade Oeste Catarinense, a Rádio Chapecó. Por isso, desde os nove anos viveu o dia-a-dia da emissora. Na época,  inúmeras deficiências do Oeste em todos os setores: poucas estradas e sem asfalto, atendimento médico escasso, longa distância dos grandes centros e descaso do governo estadual. Toda esta situação culminava com o descontentamento da população e ajudava a denegrir a imagem da região marcada pelo evento de um linchamento em 1953. Por isso uma emissora de abrangência regional e com voz ativa como a Rádio Chapecó exerceu papel fundamental na transmissão das questões e reivindicações da comunidade aos governantes e autoridades. Com a morte do patriarca, em março de 1972, Zeca assume prematuramente a direção da Rádio Chapecó.

Comendadores ACAERT:

14º Congresso

EDISON DE ANDRADEIVAN ORESTE BONATO

JOSÉ CORREIA DE AMORIM

JOSÉ ELI FRANCISCO

DERLY MASSAUD DE ANUNCIAÇÃO

 

13º Congresso

SÍLVIA HOEPCKE DA SILVA

FRANCISCO MILIOLI NETO

VITORIANO CÂNDIDO DA SILVA

VALDENIR LUIZ FREIBERGER (TUTTI)

ROBERTO ROGÉRIO DO AMARAL

EDISON ZANETTE

 

12º Congresso

AILTON VIEL

RAMIRO GREGÓRIO DA SILVA

ALFREDO LANG

JOSÉ CARLOS AGUIAR (in memoriam)

FERNANDO LINHARES DA SILVA

WILSON SANTOS (in memoriam)

 

11º Congresso

ROBERTO ALVES

JOÃO SÔNEGO

OSNY JOSÉ GONÇALVES  (in memoriam)

ANTÔNIO SEBASTIÃO PEIXER

ADOLFO ZIGUELLI (in memoriam)

AMILTON MARTINS LISBOA

 

10ª Congresso

DARCI LOPES

EVELÁSIO VIEIRA

FRANCISCO NORBERTO BOHNER (in memoriam)

MÁRIO JOSÉ GONZAGA PETRELLI

MAURÍCIO SIROTSKY SOBRINHO (in memoriam)

WOLFGANG BROSIG (in memoriam)

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *