Palavra de mulher: Adriana Moliterni Habibi

Publicado em: 08/03/2013

Semana Internacional da Mulher | Depoimentos | Repórter Cláudia Barbosa

Adriana Moliterni Habib

Claudinha vou confessar que no começo me senti lisonjeada com teu convite, mas depois veio à pergunta esquizofrênica “Porque eu?”.  Pensando bem, você me pegou com as mãos na massa, sim literalmente, cozinhando para a minha família, mas isso já era o trabalho duma tripla jornada. Muitos poucos sabem, mas sou administradora da empresa do meu marido, função que tenho que explicar cada vez que me perguntam o que eu faço, “como assim, trabalha em casa?”. Sim, graças aos avances da informática e da tecnologia tenho o gosto de poder trabalhar sem sair de casa, e fazer cinco ou seis tipos de atividades ao mesmo tempo, sem perder a concentração e dando sempre o melhor de mim.

Como eu me sinto?  Em desigualdade,  eu tenho carteira assinada sim e mesmo assim tem pessoas que acham que isso não é trabalho.  E se fosse um homem trabalhando em casa? Pois ai que vem a diferença, silêncio: fulano está trabalhando, não vai incomodar ele, precisa paz para se concentrar, agora não pode fazer outra coisa, se vira. Isso não é desigualdade?

Faz uns quatro anos que sai do mercado de trabalho, por opção própria, para me dedicar a minha família e mais tarde a empresa familiar, mas tenho certeza que lá fora estaria lutando em condições desiguais.  Se me arrependo da minha decisão? Definitivamente não, tive e tenho o prazer de acompanhar o crescimento do meu filho, de fazer parte importante do negocio do meu marido e de ser meu próprio chefe, então não serei reconhecida profissionalmente e socialmente com igualdades de direitos, mas tenho sim a liberdade que os homens pensam ter.

Adriana Moliterni Habib | 44 anos | Casada | 1 filho

Profissão: Gerente Administrativo ( na carteira) | Esposa, mãe, do lar, secretária, assessora de imprensa, motorista, cozinheira, faxineira, psicóloga, enfermeira, conselheira, etc., etc.

1 responder

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *