Papo Livre 24

Publicado em: 26/10/2008

E chegou a hora do nosso papo livre para eu contar causos pra vocês. No final dos anos 50, quando eu fui atuar na Rádio Clube Paranaense como locutor, eu fiz sociedade com o Mário Vendramel e juntos apresentamos o programa “Calouros Bedois”.

Depois criamos o “Carrossel de Atrações”, um programa de auditório com a participação de orquestra e muitas variedades e inovações. Para faturar um pouco mais nós íamos juntos visitar o comércio a fim de obter patrocínio para os nossos programas. A gente tinha que produzir, apresentar e ainda vender os programas.

Nessa busca de publicidade, um dia, visitando um comerciante de Curitiba, o Mário Vendramel fez uma baita exposição sobre os nossos programas, falou da potência da Bedois, do seu alcance, do aumento de vendas que a loja poderia ter se anunciasse conosco.

Depois de um bom tempo com o Mário falando e o comerciante ouvindo, achando que nada mais havia para dizer o Mário parou de falar e esperou a resposta do lojista. Ela veio, curta e seca:
– Tudo bem Vendramel. Só que a nossa empresa já esgotou a sua verba de caridade.

Pombas! Chamou publicidade de caridade. Vejam só a limitada visão de alguns comerciantes daquela época. O Mário interpretou aquilo como uma ofensa, e antes de sair presenteou o comerciante com um farto estoque da sua coleção de impropérios. Escrachou com o cara e foi embora.

Naquele dia não visitou mais nenhuma empresa.

Esse nosso papo livre é reproduzido no excelente site www.carosouvintes.org.br do meu amigo Antunes Severo, veterano e famoso radialista que há anos se radicou em Florianópolis.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *