Papo Livre 37

Publicado em: 16/02/2009

Algacy Túlio, uma longa e brilhante carreira em nosso Rádio, já teve seu tempo de repórter policial.

Nessa fase, certa vez ele saiu da rádio apressado para fazer a reportagem de um grande incêndio que ocorria num bairro de Curitiba. Ele ansiava por um furo de reportagem. Ia preocupado, pensando na possibilidade de haver vítimas.

Chegando ao local, constatou que era o único repórter que ali estava. Ligou rapidamente o equipamento, chamou o estúdio, entrou no ar e começou a narrar a ocorrência:

–  “Estamos frente a um incêndio de grandes proporções. É impressionante a altura das chamas… são enormes!! A casa está sendo totalmente destruída. Isso é profundamente lamentável. Felizmente não houve vítimas, segundo informação dos bombeiros…”.

Então ele fez uma pausa, pois viu um grande movimento de bombeiros e disse em seguida:

– “Há uma grande agitação. Mas, o que está acontecendo?… Eles estão retirando algo coberto de chamas. Parece um corpo! Ah! Que coisa triste, coitadinho. É um gato que retiraram de dentro da casa. Dá pena de ver! Coitado do gatinho. Ele virou uma verdadeira tocha humana!”

Gato tocha humana, Algacy?

Foi um furo e tanto.

Esse nosso papo livre é reproduzido com texto e som no excelente site www.carosouvintes.org.br do meu amigo Antunes Severo, e toda a minha coleção de causos está no site www.ulustosa.com.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *