Papo Livre – 94

Publicado em: 22/05/2010

Em nossa Curitiba dos velhos tempos não havia prédios para abafar o som das alvoradas festivas da cidade e os curitibanos acordavam ouvindo apitos de fábricas e curtumes e também pelo bimbalhar dos sinos das igrejas e colégios. A Fábrica de Fósforos Mimosa, na Rua Guarani, hoje Avenida Souza Naves, apitava às seis e trinta. O Colégio Cajurú, na Avenida Capanema, agora Avenida Afonso Camargo, repicava o sino às cinco e trinta. Na Fábrica de Fósforos Pinheiro, na Travessa Pinheiro, o apito soava às sete. A Rede Ferroviária também avisava a hora de partida dos trens através de apitos; a partida do primeiro trem para Paranaguá era anunciada com um apito às sete horas da manhã.

A Cervejaria Atlântica, que depois foi comprada pela Brahma, avisava seus funcionários com dois apitos: às seis e sete horas.

Nós tínhamos em Curitiba o Hospital de Caridade que depois passou a ser Santa Casa de Misericórdia e tocava o sino às seis e trinta. E a Fábrica Lucinda, no Alto Cabral, apitava às seis e quarenta e cinco.

A nossa pacata Curitiba era também despertada pelo toque de alvorada dos quartéis e pelo cantar dos galos nos galinheiros que havia em quase todas as casas antigamente.

A todas essas festivas alvoradas de uma cidade com população ainda pequena, acrescentava-se o cantar dos passarinhos que habitavam as árvores que tínhamos em profusão na nossa romântica Curitiba de antigamente. Era um belo despertar de uma cidade com ânsia de progresso que acordava cedo para o trabalho.

Nessas recordações tive a colaboração de meu amigo Zigmundo Schaikowski, o Zig, e do livro “Curitiba, essa velha desconhecida”, de João Marcassa.

Este nosso Papo Livre transmitido pela Rádio Paraná Educativa AM 630 aos domingos, das 7 às 8 da manhã, (www.rtve.pr.gov.br) é reproduzido no site www.carosouvintes.org.br do meu amigo Antunes Severo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *