Placar no Pacaembu

Publicado em: 29/10/2007

Era ali, entre as rádios Gazeta, “a Emissora de Eliite” e a Eldorado. Era a Rádio Bandeirantes, PRH-9, “a mais popular emissaora paulista. As transmissões de futebol das décacas de 50, 60 e 70 eram divididas entre o Pedro Luiz, da Pan-Americana; o Geraldo José de Almeida, da Record; o Wilson Brasil, da Nacional de São Paulo; e o Edson Leite , da Bandeirantes.
João Chamadoira

O Edson Leite (1926-1983), no início só fazia narração de futebol, magrinho um bigodinho excêntrico, depois extraído,  quando executivo da TV Excélcior e3 de outras emissoras, era o locutor chefe. Voz grave, marcante, diferenciada, tinha os seus bordões:
“Atira para o arco e Gooool! Placar no Pacaembu: dois a zero, o Corinthians vence.”
Inesquecível a narração do quarto gol do Brasil contra a Suécia, em 1958. Pelé, depois de um chapéu maravilhoso no defensor sueco, escolheu o canto… e ouvimos:
“Gol de copa de mundo de Pelé!” frase essa eternizada até nas gravações em vídeo sobre o gol.”
A narração não era muito veloz. Não  tão rápida como o saudoso Pedro Luiz, da Pan -Americana ou como o José Silvério da Bandeirantes de agora. Mas acompanhava bem o jogo.
Era um dos lídres de audiência nas transmissões esportivas. Um dos homens que a gente achava que nunca ira morrer.
Como executivo, foi o introdutor das novelas na extinta TV Excélcior e deu nova feição na administrações das emissoras de TV.
Hoje ainda admirando esses locutores que parecem metralhadoras no ato de narrar o futebol pelo rádio, penso no Nilson César da Jovem Pan, recordo-me do Osmar Santos, do Milton Peruzzi, da Gazeta, e até da gaitinha do Ari Barroso.
Mas, neste instante, minha memória só tem espaço para o Édson Leite. E vêm as frases:
“Placar no Morumbi: três a zero, o Corinthians ganha… Saudoso grande Corinthians. Saiudoso Édson Leite.”
O tempo e espaço curtos. A saudade muito grande.
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *