Pop Gay Agita a Cidade

Publicado em: 09/02/2005

A décima segunda edição do Concurso Pop Gay, promovido pela Prefeitura de Florianópolis, em parceria com o empresariado GLS, reuniu mais de 10 mil pessoas na madrugada de terça-feira de carnaval na Avenida Hercílio Luz.
Por Ricardo Medeiros, direto da avenida Hercílio Luz

Neste evento festivo foram escolhidas as misses Drag Queen e Beauty Queen. Entre as 29 inscritas na primeira categoria, a vencedora conforme o corpo de jurados foi Michelle Meison. Na categoria Beauty Queen participaram 12 concorrentes, sendo a ganhadora Debbie Mastroianni . Este é o terceiro ano consecutivo em que Mastroianni vence o concurso Pop Gay.


Michelle Meison, Miss Drag Queen e Debbie Mastroianni, Miss Beauty Queen

Os primeiros lugares receberam das mãos da Primeira-Dama de Florianópolis, Rose Berger, o troféu Roberto Kessler, em homenagem ao jornalista morto em 1999, que por muitos anos foi o apresentador da competição que envolve gays, bissexuais, transgêneros e simpatizantes. Além disso, os ganhadores tiveram direito a faixas e coroas  bem como a um prêmio em dinheiro de mil e quinhentos reais. O evento contou com o apoio de Mix Café, The Pub Bar, Saunas Oceano e Hangar e Bar do Deca.

Shows

O publico que compareceu a Avenida Hercílio Luz acompanhou a performance de vários artistas do meio GLS. Houve a apresentação de Selma Light e de seus Go-go Boys. No comando do concurso, esteve a transformista de São Paulo Silvety Montilla, que entre a chamada de uma e outra candidata, fazia o seu show de canto e de animação. Outro artista transformista presente no Pop Gay foi o mineiro Léo Aquilla, que fixou residência na capital paulista. Ele apresentou o espetáculo Luxurious , constituído de seis números performáticos ininterruptos, dentre eles o de dublagem, musica ao vivo, balé e vitrine.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *