Por que não te calas?

Publicado em: 12/10/2012

A frase saiu da boca do Rei de Espanha numa reunião em que Hugo Chaves  falava demais. Está faltando alguém na Globo News com a mesma disposição do rei espanhol, para fazer alguns apresentadores entenderem que o papel do entrevistador, é de um agente provocador que deixa o entrevistado livre e solto para responder as perguntas e enriquecer o programa com seus conhecimentos. Eles tem o hábito de convidar especialistas em várias atividades para melhorar a qualidade da informação sobre o tema em pauta. Isso é bom. Muito bom. Acontece que esses especialistas, na maioria das vezes, ficam mais tempo ouvindo a apresentadora ou apresentador, do que explicando sobre o tema do programa.

No período de julgamento do mensalão, a Globo News fez um bom trabalho na transmissão ao vivo das sessões plenárias do STF. Nos programas apresentados para analisar a votação, havia sempre um professor de Direito para esclarecer pontos da sessão de julgamento. Esses mestres do direito, muitas vezes, ficavam em segundo plano na hora de falar para o público. A apresentadora ocupava o maior espeço para suas perguntas que vinham repletas de considerações e “analises” pessoais.

Dá a impressão de que há um vírus do estrelismo que ataca apresentadores globais. Estes costumam falar mais que o entrevistado, e pior, fazem a pergunta e não permitem que o entrevistado conclua sua resposta. São cortados , antes disso, para que o profissional possa exibir ”seus conhecimentos” sobre a matéria. Ora, se alguém é convidado para uma entrevista a respeito de assunto que domina, o mínimo que o apresentador deve fazer é permitir que ele exponha seu pensamento sem interrupção.

Mas, as coisas não acontecem assim. De nada vale se o convidado para entrevista é um grande especialista em futebol, economia, direito, biologia etc. Na hora do programa quem aparece mesmo, são os apresentadores, com ares de quem sabe mais que o convidado.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *