Prestação de Contas

Publicado em: 20/06/2004

Caro Ricardo, a correspondência tem diminuído porque o trabalho tem aumentado. É uma loucura garoto. Então vamos lá.As reuniões de trabalho continuam se realizando todas as segundas-feiras, das 09h00 às 10h00 na Advb que nos cedeu uma sala, com telefone e cafezinho. Sobre as atividades dos pesquisadores a partir de semana que vem deveremos começar o ver os resultados. Da minha parte, embora com pouco tempo, tenho pesquisado na Internet e estou descobrindo novas fontes. Mais adiante falo com mais detalhes. Por hoje tenho a confirmação de que a Rádio Jornal A Verdade, embora tenha funcionado algum tempo em Florianópolis, é de São José. Foi outorgada pela Portaria MVOP no 887, de 28 de novembro de 1957, e renovada pelo Decreto no 90.099, de 23 de agosto de 1984 (Processo no 53820.000233/94).
As reuniões com os parceiros do projeto  também são semanais e se realizam na Propague, com direito a cafezinho e  chá com bolachas e beijinhos da Dalva. Nos últimos dois encontros nós trabalhamos a questão do orçamento, já que o formato, a quantidade de páginas e o padrão do livro já estavam delineados. Antes de te enviar a proposta de orçamento para tua análise, precisamos de uma definição “sobre sas expectativas de ganhos dos autores”. Grosso modo de acordo com a grade fornecida pelo MINC, os autores podem se remunerar pela produção do texto (R$ 120,00) por página num total máximo de 100 páginas, pela venda dos direitos autorais da edição para a Editora ou pela venda dos livros. Numa tiragem de 2.000 exemplares – entre bibliotecas, promoção e brindes a parceiros – vão uns 500 exemplares. Dos restantes 1.500 as editoras e distribuidores levam em torno de 60% (900 exemplares). Então sobram 600 exemplares para os autores. Fazendo algumas contas – e já para auxiliar na tua decisão – eu prefiro, depois de pagar a participação do Celestino,  rachar o saldo desse item, que deve ficar em torno de uns R$ 9.000,00 para nós dois, e vender os direitos autorais para Tempo Editorial por uns R$ 18.000,00 que também racharíamos (Não me pergunte porque R$ 18.000,00 porque esse valor me surgiu durante a análise dos outros itens). Esses valores podem ser incluídos no orçamento. Portanto, o nosso risco é muito menor ou quase nenhum, além de termos uma obra não só de bom conteúdo na praça, mas também com indiscutível qualidade de apresentação.
O projeto do site – está viabilizado, pois entra nos custos globais do item promocional do livro. A criação, produção, atualização e manutenção por 12 meses, vai custar R$ 10.000,00. Como é uma ferramenta que deverá ter um bom aproveitamento não só na fase de produção  como da venda do livro, eu autorizei a Marketall a tocar por minha conta e risco. O site vai ser hospedado pela Netvalle, sem custo, já tem endereço registrado – www.carosouvintes.com – é, portanto, de abrangência mundial. A licença é por um ano e custou perto de $ 10.00 (dez dólares). A previsão de entrada no ar é de 15/10/2003 e no mapa do site já tem espaço reservado para você mundializar a abrangência da Rádio Verde e Amarelo.
Irmão, de tudo isso eu preciso de resposta urgente com referência aos direitos autorais para fechar o orçamento e poder encaminhar para o MINC. Fica à vontade para discutir o que for necessário. Abração do Antunes Severo
PS – O George Peixoto (Picolé) topou fazer a capa do livro.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *