PROJETO CÊNICAS NA RÁDIO NA UDESC: RESGATE HISTÓRICO E NOVAS EXPERIÊNCIAS

Publicado em: 20/11/2006

O projeto de extensão Cênicas na Rádio teve início em agosto de 2005, foi elaborado por Vívian Coronato, então acadêmica do curso de Artes Cênicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), sob a coordenação do professor Milton de Andrade.
Por Joana Santos Neitsch
Bolsista do Projeto Cênicas na Rádio

O objetivo principal é conquistar um espaço para os acadêmicos do Centro de Artes (CEART) na programação da rádio UDESC através de programas de rádio que trabalhem com resgate histórico-cultural, possibilitem experiências na área de interpretação, dramaturgia e sonoplastia aos alunos do CEART, promovendo assim um maior contato dos alunos com o meio radiofônico e da comunidade em geral com  meio acadêmico.


Rosane Faraco e Pedro Alvarés gravando o texto da peça “A Desmazelada”, do
catarinense Gustavo Neves Filho.

Atualmente o projeto tem seu trabalho desenvolvido através de um grupo formado por alunos do curso de Artes Cênicas da UDESC. O grupo faz pesquisas de textos de radioteatro, especialmente os escritos aqui em Florianópolis. Neste semestre (2006/2) foram feitas gravações no estúdio do curso de Música do CEART de peças de Aldo Silva e de Gustavo Neves Filho.


Da esquerda para direita: atores Pedro Alvarés, Diogo, Joana Neitsch,
Vivian Coronato, Rosane Faraco e Lurécia Silk.

Estas peças gravadas serão veiculadas no hall do Centro de Artes e a intenção é de serem também incluídas na programação da Rádio UDESC.  O trabalho de resgate histórico além de focalizar as possibilidades de interpretação e sonoplastia dos radiodramas, também procura refletir sobre os valores e contextos sociais descritos nos textos, buscar quais possíveis influências estes tinham no imaginário dos ouvintes e os relacionar com a contemporaneidade: com os dramas transmitidos hoje em dia não só através do rádio, mas em todos os novos meios de comunicação.


Técnico Diogo na mesa de som.

Além do trabalho com radioteatro, o projeto também propõe uma oportunidade para os acadêmicos exporem o que é produzido na universidade. Uma das experiências do grupo é acompanhar as produções de peças dirigidas pelos próprios alunos da UDESC, através das disciplinas de Encenação e Interpretação. A intenção é mostrar não apenas a divulgação da agenda dos espetáculos ou os espetáculos prontos, mas discutir e apresentar o processo de criação dos espetáculos, dando, assim, uma nova dimensão sobre o que é a formação acadêmica na área artística.


Lucrécia Silk, interpretando a Vizinha em “A Desmazelada”.

Como parte das atividades programadas pelo projeto, no próximo dia 24 de novembro será realizado o encontro “Radioteatro em Sintonia” que contará com a participação de especialistas no assunto: Ricardo Medeiros, Antunes Severo e Valci Zuculoto já confirmaram a presença. O encontro será realizado no auditório do bloco amarelo Centro de Artes da UDESC, localizado no Itacorubi, às 18:30 horas.


Rosane Faraco, interpretando Sônia Maria de “A Carta que eu não Escrevi”.

A entrada é gratuita. Todos estão convidados a comparecer, para juntos buscarmos novas sintonias!


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *