Quando um amigo viaja

Publicado em: 06/08/2012

Ubiratan Lustosa

Quando um amigo viaja para o céu a chamado de Deus, eu gosto de lembrar os bons momentos por ele vividos aqui na terra. Sexta-feira, 3/8,  eu fui dar tchau ao Machado Neto e voltei para casa lembrando desse causo que conto em seguida, com minha homenagem a esse grande radialista. Quintiliano Machado Neto e eu nos conhecemos ainda crianças. Guris. Nós morávamos na Rua Nunes Machado, eu em frente à Praça Ouvidor Pardinho e ele na quadra seguinte. Como aconteceu com diversos moradores daquele bairro, o Rebouças que na época era Água Verde, tornamo-nos radialistas profissionais e por um bom tempo trabalhamos juntos na Rádio Marumby e depois na Rádio Clube Paranaense. Machado Neto destacou-se como um dos grandes narradores esportivos que tivemos. Inteligente, era um tremendo gozador e não perdia a oportunidade de tirar um sarro de seus colegas. Um dia ele estava narrando um jogo importante quando houve um gol belíssimo, marcado por um dos craques do time local. Machado Neto, após narrar o gol, acionou o repórter de campo, na época era chamado “volante”, para que ele desse mais detalhes sobre aquele gol sensacional. O repórter, sob forte emoção, deu algumas explicações sobre o lance e concluiu dizendo cheio de entusiasmo. – Machado, essa foi uma grande jogada, Uma jogada com G maiúsculo!… Houve um instante de silêncio e Machado Neto respondeu sarcástico: – É… foi uma excelente Gogada.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *