Que couro é esse?

Publicado em: 03/02/2013

Memória | Capítulo 19
Muitos anos atrás, eu era locutor da “emissora das iniciativas” – assim era cognominada a Rádio Marumby. Seus proprietários eram Tobias de Macedo Júnior e Arno Feliciano de Castilho. O gerente era o Frederico Plaisant e Herrera Filho era o locutor chefe.
Naquele tempo a gente tinha muito medo de cometer erros, pois eles poderiam ocasionar uma enérgica repreensão e até a perda do emprego. Sob essa tensão, lá ia eu fazer meu horário de locução, quando lia as dedicatórias nos programas de homenagens, anunciava as músicas e lia os textos comerciais.
O Osmar de Queiroz, que era locutor esportivo naqueles tempos, foi quem me lembrou que certo dia eu fui ler o anúncio do Nuguet, um produto para se passar nos sapatos e que, segundo seus fabricantes, conservava, amaciava e dava brilho.
O final do texto era assim: Nuguet – mais brilho ao couro dos calçados, e eu, num daqueles momentos de gênio às avessas, li desse jeito:
– Nuguet- mais brilho ao couro cabeludo…
E então parei ao sentir que algo estava errado, e sem achar outra saída conclui:
-…dos calçados.
E ficou assim, para espanto de quem estava ouvindo a Rádio:
– Nuguet – mais brilho ao couro cabeludo… dos calçados.
Era mais uma gafe de um locutor novato sob tensão.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *