Queremos sentir o vibrar de sua alma e o pulsar do seu coração

Publicado em: 05/09/2010

Senhoras e senhores peço licença para usar o espaço deste programa de entrevistas para uma manifestação em nome do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia. A partir da percepção de que uma emissão de áudio só é rádio – veículo de comunicação – se o conteúdo contiver uma mensagem socialmente construtiva trazemos à sua consideração o que entendemos como proposta para nortear nossos passos nos caminhos que vemos pela frente. No próximo dia 22 vamos comemorar sete anos do site Caros Ouvintes e pretendemos aprofundar o estudo da radiodifusão como algo mais do que tecnologia e gestão empresarial.

Vamos continuar garimpando a história e a memória desse veículo maravilhoso e seus notáveis astros e estrelas, mas sob um olhar mais comprometido: queremos conhecer mais e melhor o que o sustenta; queremos conhecer mais e melhor a sua essência.  Queremos sentir o vibrar de sua alma e o pulsar do seu coração. Porque o rádio, ao contrário do que vulgarmente se divulga está muito longe do degredo onde a maledicência ignóbil o colocou, particularmente na atualidade.

Estamos abrindo mais espaço para relatos de profissionais e empresários conscientes da importância desse meio de comunicação como parte vital de nossa sobrevivência neste planeta tão generoso e tão maltratado. Abrimos as portas – e isso já faz tempo – para a comunidade acadêmica expressar os seus pensamentos, suas idéias e suas propostas.

Tudo o que vier como contribuição para a melhoria e adequação dos conteúdos para enriquecimento do bem estar e da preservação de toda a vida do planeta será reconhecido, bem vindo e levado ao conhecimento de todos os que estiverem interessados sem qualquer limitação, custo ou obrigação de nossa parte.

Vocês, nossos caros ouvintes são os nossos guias. Estamos certos de que com essa parceria poderemos transformar estas idéias simples em inspiração para mais corações sedentos de fazer todos os dias algo melhor.

Escreva, comente, exponha as suas propostas.

4 respostas
  1. Aguinaldo Filho says:

    Certa feita, quando vivia nos Estados Unidos, viajando de Washington, D.C., para Nova York, de carro, passasse por vários pontos de pedágios. Num deles decidi pagar (era só um dólar) pelo carrio que vinha atrás de mim, só pra ver o que acontecia. Pensei:”hmm, talvez a moda pegue.” O motorista do veículo beneficiado dessa ‘generosidade’ não ficou em paz até emparelhar comigo pra ver quem era essa ‘alma generosa’. Ele olhou pra mim por alguns segundos, de cara fechada, e acelerou, sem fazer ou dizer nada. Nem um ‘obrigado’. Só espero que no próximo pedágio ele faça o mesmo para outra pessoa. Gestos incontidos de boa vontade, sem esperar nada em troca, podem ser o começo de algo muito maior.

  2. Clésio de Luca says:

    Caro Antunes Severo. Há poucos instantes estava eu com o seu cartão de apresentação, em mãos a recordar do momento em que vivemos juntos profissionalmente e quando de sua participação no nosso programa radiofônico, Rádio Cultura AM 1110 e que consta aqui no site esta gravação feita em 18/05/2010.

    Recordava e sentia sim “essa vibração de alma e o pulsar do coração”… e assim corroboro com seu texto e digo que não pode ser diferente e apenas o fazer por fazer.

    Permita-me recordar do conhecido Helio Ribeiro, locutor e apresentador especial de programas de rádio atuando em SP e para o Brasil. Lembro ainda de Enzo de Almeida Passos, Padre Vitor Coelho de Almeida na radio Aparecida e Osmar Santos, todos de São Paulo. Recordo igualmente do nosso amigo Adolfo Zigelli, com o seu “Vanguarda”, aqui em Santa Catarina; e permita-me também citar C.Torres Pastorinho, autor do conhecido Minutos de Sabedoria, trechos que durante anos foram apresentados nas diversas horas do dia, através dos microfones da Radio Copacabana do Rio de Janeiro, punham a alma no que faziam.

    A historia do rádio tem evidentemente outros protagonistas. Assim, com esta modesta contribuição, desejo que seu texto chegue à meta e o objetivo que desejas.

    É sempre bom enfatizar esse pedido: deixar vibrar e pulsar nosso coração no que fazemos comprometidos com a verdadeira comunicação.

    Um grande abraço. Clésio

  3. Silvio Loddi says:

    Parabéns meu querido Antunes

    Seu entusiasmo e sua energia para tratar as coisas do Rádio contagiam todos nós que dedicamos nossas vidas a essa profissão.
    Que bom que existe o “Caros Ouvintes”.
    Que bom ter você como nosso mestre.

    Beijo do Silvio

  4. milton campos carvalho says:

    Caro Antunes Severo:
    Tive o prazer de ouvi-lo juntamente com Adolfo. Me formei na década de 70 em Ciencias Ecnomicas na UFSC e por prazer um dia comecei a falar em rádio e a escrever uma coluna de forma gratuita. Hoje, quase sou um profissional de rádio e de jornal muito mais pelo amor a arte do que pela capacidade. De qualquer voces dois foram parametros que segui, dentre outros como Rui Carlos Ostermann, para ver que é possível se chegar à algum lugar que se deseja. Voces me inspiraram. Hoje tenho 6.3 e lhes agradeço por isso.
    Aceitem ainda que extemporaneamente meu fraternal abraço.
    Milton Campos Carvalho – Colunista Jornal A Tribuna, comentarista Rádio Difusora e Presidente do Criciuma Esporte Clube em 95 (campeão estadual) e 96.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *