Rádio artístico, dinâmico e inteligente é o que está faltando

Publicado em: 20/08/2012

A pratica do remake na Televisão está se tornando cada dia mais comum. Os velhos programas, notadamente as novelas, são exibidos com nova roupagem, novos interpretes, nova trilha sonora, cenários mais elaborados e todos os recursos da moderna tecnologia a disposição dos produtores e diretores. Os resultados têm sido considerados bons a ponto de estimular a continuidade dessa prática. A experiência na televisão poderia perfeitamente ser imitada no rádio, tão carente de novas e boas iniciativas. Há tempos que o rádio vem sendo invadido por uma gritaria sem fim. Trazer de volta as boas novelas radiofônicas, os programas de auditório e o bom e famoso “Jornal Falado” seria uma forma de reinventar o rádio naquilo que ele sempre teve de melhor. Mais que uma programação a procura de um novo público, o rádio estaria prestando um bom serviço ao dar oportunidade para que novos talentos sejam revelados, num período em que a mediocridade tem ocupado os espaços do talento. Programas de calouro sempre foram um celeiro de novos locutores, cantores, atores, músicos etc. A volta do rádio artístico, dinâmico e inteligente por ser um caminho para sair dessa fase ruim de gritaria e falta de arte.

1 responder
  1. adilson rodrigueiro says:

    Parabenizo pela qualidade da matéria. Certos “modismos” empobrecem cada vez mais a qualidade, o conteúdo e seus signatários na rádio brasileira, infelizmente.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *