Rádio digital – 04

Publicado em: 17/02/2008

Já fizemos algumas citações nas entrelinhas dessa matéria, porém iremos ressaltar novamente os sistemas disponíveis, principalmente os de freqüência acima de 30 MHz (FM).
Por Antonio Paiva Rodrigues

O sistema Ibiquity americano – FM utiliza o mesmo canal da estação em FM. O custo de implantação relativamente baixo.
O sistema Eureka (Europeu) – FM e Banda L – Necessita de um novo canal na faixa de FM ou na Banda ‘L’(1452a 1592 MHz); uso compartilhado da estação transmissora 3 a 9 radiodifusores; custo relativamente elevado, o que inviabiliza sua implantação no Brasil.
Sistema NISDB-T (Japonês) – FM. Opera integrados com a televisão em UHF (onde for adotado o Sistema ISDB-T para TVD); Utiliza um ou três segmentos do total de treze em que é dividido o canal de 6 MHz de TV.
Os sistemas disponíveis para freqüências abaixo dos 30 MHz (OM, OC e OT) são os seguintes:
Sistema Ibiquity (Americano) utiliza o mesmo canal da estação em OM analógica. Custo de implantação relativamente baixo. Não contempla as ondas curtas e tropicais, inexistindo, tampouco previsão.
Sistema DRM (Europeu). Empregado em todas as faixas de freqüência abaixo de 30 MHz (OM, OC e OT). Em fase de adequação, que permitirá a utilização do mesmo canal da estação em OM tanto para o sinal analógico como para o digital. Não contempla as transmissões em FM (Previsão: 2007).
Observe-se o seguinte:“Na opinião de Regina Motta, pesquisadora em Comunicação e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que participou dos estudos do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), “Difícil é imaginar que o modo como os radiodifusores pressionam o poder público pela adoção do padrão norte-americano IBOC não vai influenciar nessa escolha”. “Se for para existir um debate tal qual o da TV Digital, para depois dele resolver por um padrão que já estava previamente escolhido, a iniciativa é só um gasto de dinheiro público.” E conclui: “nesta decisão, tudo indica que o Ministério das Comunicações vai passar por cima tanto das comunidades acadêmicas e científicas, quanto da sociedade civil”.
Convém salientar ou fazer um resumo dos sistemas disponíveis para serem usados caso o governo brasileiro faça a opção ou deixe a escolha para a posteriori. Sistema, origem e faixa; EUREKA 147 (Europa VHF/UHF (Banda L); IBOC –EUA – HF(OM) / VHF(FM) – NISDB-T; Japão-UHF (TV); DRM – Consórcio -F < 30 MHz (OM, OT, OC) -(Conselho de Comunicação Social – Primeira Reunião ordinária 2006 – 06.03.2006).
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *