República e monarquia

Publicado em: 07/03/2010

A gente até pode não gostar de política – especialmente dos políticos – mas precisa reconhecer que alguns dos melhores trabalhos publicitários em áudio e vídeo são criados e produzidos para as campanhas eleitorais. Jingles, em particular, tem um enorme potencial de memorização e consolidação de  nomes de candidatos. Aqui estão dois exemplos, digamos, clássicos: uma peça de campanha de Fernando Collor, de 1989, criada por Carlinhos Borba Gato. O outro jingle é do plebiscito de 1993. É um excelente e até “histórico” trabalho do compositor Tavito defendendo a volta da “monarquia parlamentarista” no Brasil. Bem, os Orleans e Bragança não reassumiram a coroa, mas a bonita e elegante princesa Paola vai bem em sua carreira de modelo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *