Retrato do rádio criciumense

Publicado em: 07/06/2009

Nossa maior e mais tradicional emissora é a Rádio Eldorado, que tem mais de 60 anos e a maior audiência AM. A concessão original foi do Grupo Freitas, mas como a emissora dava prejuízo, no final dos anos 90 foi arrendada pelo jornalista Adelor Lessa. 

Já pensando na estratégia de dar visibilidade ao candidato ao prefeito e seu sobrinho Clésio Salvaro, o megaempresário Henrique Salvaro, que já possuía a popularesca Hulha Negra comprou a Eldorado, mudando quase tudo, menos a programação 100% jornalismo, adotada nos tempos de Ricardo Fabris (gerente) e do arrendador Adelor Lessa.

Na Eldorado não se toca música.

Adelor fundou a Som Maior Premium que toca música de primeiríssima qualidade, além de ter um programa jornalístico das sete às nove da manhã, um debate ao meio-dia e o Última Edição às 18 horas, com Jaaffar Omari e o consagrado João Nassif.

A Hulha Negra, que tem cerca de seis anos com o comando Salvaro, apela para as classes C, D e E, promovendo casamentos comunitários, assistencialismo e música brega.

A Rádio Difusora, de Içara, cidade-irmã de Criciúma é a emissora mais profissional da região. Trabalha com gente jovem, trabalhadora, que mata um leão por dia, procurando dar a informação mais completa possível, principalmente dos dois municípios principais da sua área de atuação.

A Rádio Marconi, de Urussanga sofre com a falta de recursos e faz o rádio de antigamente, com músicas e prestação de serviço.

O programa de maior audiência do Sul de SC é o Bom Dia, do Padre Samiro Meurer, com cerca de 80%. Logo a seguir o âncora João Paulo Messer faz um programa de três horas, priorizando a política os problemas da cidade e a economia, feito basicamente de entrevistas pelo telefone ou no estúdio. Dênis Luciano, que pra mim é o mais versátil da emissora comanda o Eldorado Cidade das 10 ao meio-dia, quando vem meia hora de notícias do Criciúma Esporte Clube.

Nas tardes trabalho e não tenho tempo pra ouvir ao ponto de fazer considerações justas.

Tigre – Monopoliza as atenções.

Pelo menos 50% de tudo que as rádios falam é sobre o Criciúma Esportre Clube, numa relação íntima demais para o meu gosto. Eldorado (com Hulha FM de Turvo), Difusora (em dobradinha com a Som Maior Premium), Marconi (Urussanga) e a Transamérica, que faz a transmissão mais moderna, transmitem todos os jogos, além de todos os dias terem programas especiais voltados ao tricolor.

Um distanciamento maior, e se a paixão fosse deixada de lado, teríamos mais coerência, com exeção de Paulo Coutinho, João Nassif e MIlioli Neto, que aplaudem o certo e detonam o errado, causando um certo malestar entre os dirigentes, talvez até provocando a saída do último Diretor de Futebol. Mas Coutinho, Nassif e Milioli estão cobertos de razão.

Overdose de Debates

Temos debate das 12h40min às 14 horas na Eldorado AM, das 12h30min às 14 horas na Difusora AM e na Rádio Som Maior FM Premium, cujo proprietário é o já citado jornalista Adelor Lessa.

A Rádio Transamérica FM faz um misto de debate/informação com Bebel Vieira, Silmar Vieira das sete horas da manhã às nove horas, com a participação de Elias Pavani, da filial de Araranguá, num clima muito mais descontraído, que eu prefiro, além de contar com uma voz feminina, muito bonita e com dicção perfeita, a da Jornalista Giselle Tiscoski, além das participações das sumidades Mário Lima e o gênio Milioli Neto.

A Transa FM 92.5 repete a dose das 18 às 19 horas, com o esporte e a polícia.

Os debates têm uma audiência consagradora e expressiva, com participações e naturais correções de uma miríade de ouvintes atentos

Web Rádio Criciúma – Videocast

Este articulista teve a idéia e todas as segundas ao meio-dia acontece um debate em vídeo, ao vivo, na Rádio Criciúma. Com.Br de Robson Lopes, da produtora Estúdio Play, que acreditou no projeto.

Com linguagem renovada, sem hierarquia e quase anárquico, vem fazendo sucesso com participação de Bebel Vieira, Adriano Ozelame, Antonio Colossi e este que está escrevendo este texto quatro e meia da manhã de sábado para domingo.

Estrutura

As rádios, sem exceção sofrem com a carência de pessoal. Às vezes os radialistas chegam esgotados aos microfones, devido à coberturas noturnas ou viagens cansativas. Nestas horas se abusa do computador no estúdio. A exceção é o repórter policial Jotha Del Fabro, sempre de bem com a vida e bem informado.

O craque

Márcio Cardoso, com uma memória fotográfica, fã número 1 do Rei Roberto Carlos, e imitador de qualquer pessoa que emita um simples fonema, é um artista, o melhor radialista de todos os tempos do rádio criciumense. Atualmente é o setorista do Criciúma da Rádio Eldorado e um amigo pra todas as horas.
www.alexandrecabreira.com.br
www.cabreira.vox.com

3 respostas
  1. Carla Cascaes says:

    Não deturpemos a história!

    A Rádio Eldorado de Criciúma foi inaugurada em 1948. O chamado Grupo Freitas só iria adquiri-la em 1955, quando trouxe, para festejar o evento, o cantor Ivon Cury (tenho foto onde com o cantor aparecem: Diomício Freitas, Dite, Antônio Luiz, Sebastião Pieri, dentre outros que atuavam na emissora.
    OS PRIMEIROS CONCESSIONÁRIOS foram: José De Patta (médico), Hercílio Amante (funcionário público), Cláudio Schuller (apresentador e desenhista da CSN), dentre outros sócios menores.
    O paranaense Jorge Nassar, recentemente falecido, foi trazido de Curitiba pelo Dr. Manif Zacarias, colaborador da emissora em seus primórdios.

  2. vilsom paulo maurício says:

    gostaria de saber o porque de você considerar o cardoso o melhor radialista de todos os tempos..
    A difa é uma rádio ótima com uma equipe sensacional,entretanto,a parte artística da emissora é péssima,vinhetas terríveis,trilhas medonhas e uma vóz única e medonha que grava todas as vinhetas,aberturas de programas,chamadas e comerciais..realmente,a difa não se importa muito com a parte artística,oque é uma peninha..

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *