Saudosas histórias, de saudosas memórias

Publicado em: 15/07/2007

Os radialistas, irmãos Envar Salomão e Souza Moreno, de saudosa memória, formavam comigo o trio da saudade na Rádio Cultura de Curitiba, do saudoso JC Aguiar, na época do também saudoso Dirceu Graezer, nosso diretor artístico.
Por Donato Ramos

Agora, como ainda não sou de saudosa memória, enfeixei os textos num livro chamado ONTEM, NO RÁDIO. Antes de rodar a música que falava de saudade, esses textos eram lidos. Eram os “enfeites” (as glosas, Donato!) do Rádio antigo, cujo formato alguém, um dia, colocará no ar outra vez! Você pode solicitar o livro pelo Correio. Mandarei com prazer e o número da conta, lógico! Aqui, um dos textos:
O pensamento do poeta vem
da distância infinita dos seus
pobres sonhos… Em cada
esquina de saudade,
a perambular, a frase de amor
nunca traduzida em
sentimentos perenes… Amor…
o quê será…?
Será o frio que percorre o
corpo quando o nome dela
é proferido…? Será a sensação
de realização quando uma
palavra apenas é dita, de
conforto ou de esperanças…?
Será o amor… Ninguém sabe.

SERÁ? Valsa de Mário Lago, gravada por Carlos Galhardo em 1945. Não encontrada para reprodução.
Contato:
DONATO RAMOS
[email protected]
(48)3233-7234

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *