“Se conselho fosse bom…” Quem concorda?

Publicado em: 11/01/2020

“Se conselho fosse bom ninguém dava, vendia”. O ditado popular é antigo e conhecido, mas questionável; não concordo.

Em uma de suas inúmeras palestras o filósofo, educador, escritor e professor universitário, Mário Sérgio Cortella, disse: “Cuidado com quem concorda contigo o tempo todo”. Agradavelmente provocante. Cortella continua dizendo que ao mesmo tempo que é ruim viver com quem nunca concorda conosco, a pessoa que só concorda possivelmente não é nosso amigo, não quer o nosso bem, nos faz envelhecer.. O palestrante destaca que quem gosta de nós discorda quando necessário, pois quer o nosso bem, não quer nos ver tomar um mau rumo.

Quando se fala em – conselho – há pelo menos duas partes envolvidas, o que dá e o que recebe. Quem dá um conselho mostra no mínimo duas grandes qualidades: Ser um bom amigo e ser corajoso. Da parte de quem recebe há a necessidade de humildade e modéstia. A pessoa que se propõe a nos dar um conselho sabe que há o risco de nos magoar, de talvez perder uma amizade ou mesmo ouvir algo grosseiro. Voltando ao raciocínio de Cortella, “cuidado com quem sempre concorda contigo”, “ele não quer o teu bem”, ao contrário daquele que às vezes discorda, “esse não quer ver o nosso mal, quer nos ver tomar um bom rumo ou boas decisões”, “esse nos faz crescer…”.

Disciplina, segundo o amigo dicionário, significa: Ensino, instrução e educação etc. Portanto, para pessoas que tremem com a palavra – disciplina – entendendo-a como castigo ou humilhação, força bruta e coisas dessa natureza, desconhece seu maravilhoso e importante significado. Bons pais, por exemplo, disciplinam os filhos; a falta de sua aplicação é sinal falta de amor e da responsabilidade de formar bons cidadãos. Talvez seja mais prático “lavar as mãos e deixar o barco correr”. Faz lembrar as palavras de Mário Sérgio Cortella, de que quem concorda com tudo que alguém próximo faz no fundo não quer o seu bem, palavras fortes e verdadeiras.

“É verdade que nenhuma disciplina parece no momento ser motivo de alegria, mas de dor; depois, porém,… dá o fruto pacífico da justiça”. Hebreus 12:11. Bíblia. “O verdadeiro amigo ama em todos os momentos, e se torna um irmão em tempos de aflição”. Provérbios 17:17. Bíblia.

Espero ser um bom e corajoso amigo para ajudar alguém a crescer, evoluir e ter bons resultados. Espero me esforçar em ser humilde e ter modéstia para que quando um amigo verdadeiro e corajoso discordar de mim não virar as costas. Pode doer na hora, pode até nos irritar ouvir alguém nos dar conselhos, mas desperdiçar isso com certeza nos faria “quebrar a cara”. Outro ditado popular, com o qual concordo: “Quem avisa amigo é”. Há duas partes envolvidas, ora vamos discordar de um amigo para ajudá-lo, ora teremos que suportar o que pode parecer um soco no estômago, mas que é na verdade uma forma de dizer: “Eu te amo e quero o teu melhor”. Conselho bom não tem preço, por isso não se vende, se dá a quem se quer bem.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *