Se há algo de similar nos comunicadores é a paixão pela arte

Artigo publicado em: 19/10/2015

“Além de levar informação que é nossa obrigação acredito que nós temos o poder de influenciar a vida das pessoas positivamente”, diz a jornalista Grasiele Aguiar num bate-papo descontraído comigo no Programa Na cadeira do barbeiro na rádio Luar FM.

Grasiele-Aguiar

Criada pela avó, devido ao trabalho da mãe, e filha de um jogador de futebol, a menina mimada (ela admite), sempre foi comunicativa. Das delicadas brincadeiras de bonecas a jogos de bola com o pai, Grasiele curtiu em São Paulo, Registro, onde nasceu e morou até os 6 anos de idade a infância dos sonhos; brincadeiras, família e paixão por uma avó que marcou sua vida. A menina veio para Florianópolis e quase a perdemos para a área do Direito. Com certeza seria uma grande advogada, mas ganhamos essa brilhante comunicadora. Brilho evidente na maneira como conduz sua carreira na RIC TV. Talento e simpatia que lhe permite extrair o melhor dos seus entrevistados.

A frase lá no início do texto destaca como Grasiele percebe o papel importante em que o jornalismo pode e tem influenciado na medida do possível a vida das pessoas. Há na internet uma reportagem que ela fez com uma corredora cega onde Grasiele deixou a empatia tomar conta da profissional a ponto de trazer emoção dos dois lados da tela.

Se há algo de similar nos comunicadores é a paixão pela arte. Quanto as histórias, a cada um que aceita meu convite e vem ao Programa Na cadeira do barbeiro, é sempre um novo livro que se abre, independente de quantas páginas, mesmo porque suas histórias estão longe de terminar. Agora é hora de nos acomodarmos. A Grasiele Aguiar está aqui e vai nos contar a sua história.

Programa Na cadeira do barbeiro

Rádio Luar FM 98,3 ou: www.radioluar.com.br
Todas as segundas feiras das 18h às 19h.
Texto (acima), produção e apresentação: Deivison Pereira
Coordenação da rádio: Cristiano Souza e Geane Machado
Fotografia e apoio: Marcos Vinícius Pereira

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *