Posts

A voz da jovem guarda

Publicado em: 12/06/2017

Em primeiro lugar, muito obrigado ao PC, fonte da inspiração que trouxe esse título. Me refiro ao trabalho do Paulo Clóvis Schmitz, A voz da velha guarda publicada no caderno Plural do Notícias do Dia, edição de segunda-feira, 5 de junho de 2017. Para quem não leu, a matéria se refere ao lançamento da série […]

Astros e Estrelas, a história da mídia catarinense

Publicado em: 12/06/2017

O Caros publicou o volume 1 de Astros e Estrelas conta, em material inédito, a trajetória de seis profissionais que fazem parte da história da mídia catarinense. Confira a entrevista sobre este projeto no Conexão Guarujá.

A voz da velha guarda

Publicado em: 06/06/2017

Caros Ouvintes lança série de e-books sobre profissionais da comunicação de Santa Catarina. “Astros e Estrelas’ é o nome de uma das seções mais acessadas no site do Instituto Caros Ouvintes (ICO) e a partir de agora também é o título da série de E-books (livros digitais) que a entidade lançou no dia 7 de […]

Instituto Caros Ouvintes lança série de E-books sobre profissionais da comunicação de Santa Catarina

Publicado em: 02/06/2017

Volume 1 de Astros e Estrelas conta, em material inédito, a trajetória de seis profissionais que fazem parte da história da mídia catarinense.

Ascânio Seleme: Gestor com faro de repórter

Publicado em: 29/05/2017

Ascânio Seleme tinha 16 anos e nem sabia que profissão teria quando viu o nome impresso pela primeira vez em um jornal. Foi em 1972, no Correio do Norte, semanário de sua cidade natal, Canoinhas.

Jornalista Valdir Alves, o Didi

Publicado em: 01/09/2014

Natural de Capivari de Baixo (SC), ingressou no Jornalismo em 1970. Em sua trajetória profissional, Didi atuou no jornal O Estado, O Globo e na Empresa Brasileira de Notícias, entre outros. Nas décadas de 70 e 80, Valdir Alves, filiado ao PCB, militou nos movimentos de resistência à ditadura e defesa da anistia e dos […]

Pedro Raymundo e o Canto Monarca

Publicado em: 14/06/2014

O livro do pesquisador Israel Lopes é uma história da música regionalista, nativista e missioneira em que predomina o canto monarca. E o canto monarca – no sentido de quem monta bem, que cavalga com elegância – serve de lastro e transcende a todos os gêneros musicais do imenso acervo da música nativista do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.