Posts

ACI/Casa do Jornalista promove confraternização

Publicado em: 04/12/2013

 Profissionais da comunicação têm encontro marcado para sábado, 7/12, a partir das 11h, no SESC Cacupé, em Florianópolis. No cardápio paella, distribuição de brindes, homenagens e show com o grupo Nosso Samba Floripa. [ Manoel Timóteo de Oliveira ] “Este é o momento em que todos que atuam na imprensa catarinense se encontram para brindar […]

Roberto Laus: juntando amigos desde 1999

Publicado em: 11/11/2013

De tradicional família tijuquense, nascido em Blumenau e aculturado em Florianópolis, Roberto Laus é uma figura divertida e indispensável às melhores rodas de bate papo da Capital. Leia a entrevista da Carlos Damião com este personagem criador do Almoço das Estrelas.

Time de craques

Publicado em: 21/05/2013

Eles faziam do rádio um instrumento de inserção coletiva   Memória | Radiodifusão   Eno José Tavares Na cuidadosa análise desse timaço da Rádio Guarujá acharemos figuras que felizmente ainda estão entre nós, e outras figuras, também extraordinárias, que nos deixaram, com as quais tive também, a felicidade de conviver, não só como radialistas, mas, […]

Escoteiros do Saco Grande

Publicado em: 24/12/2011

Tributo ao chefe escoteiro Paulo Roberto Guimarães Nos tempos das bergamoteiras dourando morros e encostas da Ilha e quando se pescava com pombocas a querosene o gostoso camarão sete barbas da beira das praias, ousamos transformar aquela turminha da Casa da Judith Portuguesa em uma Patrulha de Escoteiros do Mar. Da cerimonia da Promessa aos […]

ACI/Casa do Jornalista espera mais de 3000 na festa de confraternização

Publicado em: 04/12/2011

Tradicional festa de fim de ano, promovida pela Associação Catarinense de Imprensa, será realizada pelo segundo ano consecutivo na sede do SESC, na praia do Cacupé, noroeste da Ilha de Santa Catarina. Será no próximo domingo, 11/12, a partir das 11h. São esperados cerca de 3000 profissionais de comunicação para a festa que se realiza […]

Sem tréguas

Publicado em: 03/08/2011

Eles juraram que na escola não haveria mais festa julina, nem agostina, nem setembrina. Admitiam algum evento, alguma confraternização, em respeito aos alunos, mas nada a ver com arrecadação de fundos para comprar café e papel higiênico, reformar janelas emperradas e trocar dobradiças comidas pela ferrugem. Com eles, era assim. Radicalizou de um lado, eles também […]