Posts

Uma palavra de despedida, apenas: sofrimento

Publicado em: 12/08/2012

Quanta coisa eu faria, se tempo tivesse. O professor Polimeno teria que me ensinar novamente a matemática, sem uso das máquinas modernas… Máquinas que ele conheceu muito depois… Esqueça. Dá-me, hoje, a impressão – pela falta de rostos amigos e interessados na minha vida – que eu cobri de luto as esperanças dos outros, que […]