Posts

Uma palavra de despedida apenas. Ninguém mais se lembra

Publicado em: 10/06/2012

Seguir um caminho sem horizontes seria mais humano que seguir um horizonte de malquerença. Ninguém é tão sacrificado, já disseram, pelo dever, que não possa, de quando em quando, levantar os olhos ou dizer uma frase, em sinal de agradecimento. Mas tudo era encarado como simples obrigação. Fique comigo mais um pouco e deixe que […]