Posts

Uma palavra de despedida, apenas: tranquilidade

Publicado em: 19/08/2012

“Não me amaldiçoe, nem me apedreje: tenho muito dó de quem não sabe segurar as horas, fazendo delas minhas companheiras…”. Encontro-me diante do meu caixão: não queria preto. Essa cor me deixa mais enfermo, ainda. Parece que a paz e a tranquilidade vêm vindo por aí. Você também não sente? Sinto isso. Não sei porque. Mas existem […]

Conseguimos!

Publicado em: 24/07/2012

Com a economia de palavras que não só lhe peculiar como também característica, o simpático Dr. Cleones puxou triunfalmente o cronograma do bolso. Olhou para o repórter (que infelizmente havia saído sem cronograma) deu dois suspiros e botou o cronograma no bolso de novo. É que havia se enganado, puxando o fluxograma da estrada de […]