Tragédias anunciadas

Publicado em: 04/03/2015

No dia 01 de dezembro de 2014 entrevistei em meu Programa Na cadeira do barbeiro na rádio Luar FM a especialista em Gestão e Educação em Trânsito, Irene Rios. Semana Passada nos encontramos e voltamos a conversar sobre o tema: Acidentes no trânsito. É só falar com um especialista, ouvir estatísticas, ler os jornais. Os acidentes de trânsito matam mais do que as guerras e mais do que o câncer; só perdem para as doenças cardíacas. No Brasil morrem em média 160 pessoas por dia. Agora a parte que alguns concordam e outros abominam.

Uma verdade dura e cruel, mas não mais cruel do que a irresponsabilidade e crueldade dos que praticam a violência no trânsito. Motoristas que dirigem bêbados. Que fazem ultrapassagens impróprias. Os que falam ao celular enquanto dirigem achando que são superiores aos outros, que com eles nada irá acontecer.

Um breve raciocínio: se em média 160 pessoas morrem por dia vítimas de acidentes de trânsito isso quer dizer que em média umas 160 pessoas que ontem chegaram em casa e jantaram com a família neste momento estão sendo veladas. Outros 160 que agora estão fazendo qualquer outra coisa amanhã por essa hora estarão rodeados de visitantes, mas não vão interagir, estarão num caixão. Outros 160 que chegarão em casa hoje a noite terão sua última noite em família.

Sua última noite de amor. O beijo de despedida, seja no marido, esposa, filhos, pais. Ah, que coisa horrível de escrever! De escrever até que não é difícil. Horrível e difícil é lembrar os 160 e dos seus familiares. Horrível é pensar nos irresponsáveis que causam tamanho sofrimento aos outros. Horrível é pensar na impunidade e na dor dos inocentes dessas tragédias anunciadas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *