TV Catarina apresenta… – 2

Publicado em: 29/06/2009

Jair Francisco Hamms, jornalista, publicitário e escritor era o secretário extraordinário de Comunicação Social do governo de Jorge K. Bornhausen quando fez o pronunciamento publicado no house organ RECADO da RBS.

A publicação informa que o Secretário de Comunicação Social “faz uma apreciação sobre o desenvolvimento dos meios eletrônicos de comunicação de massa e suas conseqüências no mundo moderno. De forma mais específica, ele fala sobre as diretrizes de sua Secretaria.

Eis o texto na íntegra:

Jair Francisco Hamms

Jair Francisco Hamms

Com a entrada no ar da TV Catarinense, no próximo dia 1º de maio, Santa Catarina não irá ganhar somente mais um grande órgão ou uma grande obra. Para o Secretário Extraordinário de Comunicação Social do Estado, Jair Francisco Hams (sic), Santa Catarina vai ganhar um veículo de comunicação que “irá ajudar a desenvolver o Estado e integrar ainda mais o catarinense”.

– O nosso sistema será o de manter as portas abertas para a Imprensa. Dar informações na hora precisa e informações corretas. E dá-la exaustivamente. Não teremos segredo com a Imprensa. Exceto quando a informação representar algum segredo do Estado, do Governo e que por isso mesmo ela ainda não possa ser tornada pública. A vinda da TV Catarinense irá nos auxiliar na divulgação dessas informações.

Segue a redação do house organ:

A entrada no ar da TV Catarinense agrada ao Secretário não somente porque ela servirá como um porta-voz do interesse público, mas também porque, com ela “teremos maiores e melhores órgãos de comunicação para dizer quem somos e o que estamos fazendo. Isso vem melhorar bastante a comunicação social do estado de Santa Catarina”.

– Eu já tive o prazer de conhecer o complexo da RBS em Porto Alegre, conhecendo até com detalhes o funcionamento da Televisão gaúcha, do jornal Zero Hora e da Rádio Gaúcha e Gaúcha FM e sei de seu alto grau de profissionalismo. Por isso, tenho a certeza que em Santa Catarina a TV Catarinense será uma repetição, em termos de qualidade, do que ocorre em solo gaúcho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *