TV digital: governo assume compromisso com Japão

Publicado em: 18/04/2006

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e o chanceler do Japão, Taro Aso, assinaram no último dia 13/4 em Tóquio um memorando de entendimento para que o Sistema Brasileiro de TV Digital adote o padrão tecnológico japonês, chamado de ISDB. A decisão final, no entanto, cabe ao presidente Lula, que deve anunciá-la em breve. ‘Se não houver nenhum desastre, a tendência é o presidente aprovar’, declarou Amorim.
Correio do Povo
Porto Alegre – 14/04/06

O documento prevê a transferência de tecnologia entre os dois países, a dispensa de pagamento de royalties pelo Brasil e o financiamento japonês para migração ao novo sistema, entre outros pontos. Contudo, não garante a instalação de uma fábrica de semicondutores, uma das principais demandas do governo brasileiro e que geraria investimento de 700 milhões de dólares. Mesmo assim, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que a Toshiba enviará ao Brasil, em duas semanas, equipe técnica para analisar a viabilidade da fábrica.
O acordo é considerado uma vitória de Costa, que assumiu o ministério com o objetivo de garantir a transição ao sistema digital com o mínimo impacto para o modelo atual de negócios. O padrão japonês era defendido pelas empresas de radiodifusão, ao contrário das tecnologias norte-americana e européia, que também disputavam a indicação. Pelo seu porta-voz, o comissário de Comércio da Europa, Peter Mandelson, lamentou a decisão e alegou que a escolha não é a melhor para o Brasil. Ele chegou a dizer que o país poderia ficar ‘isolado’ caso optasse pelo modelo japonês.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *