TV educativa

Publicado em: 07/05/2013

Rádio CBN Brasil | MUNDO DIGITAL, com Ethevaldo Siqueira

Milton – Ethevaldo, qual é a sua visão da universidade aberta?

Ethevaldo – É um conceito antigo que renasce com a associação da televisão com a internet e que ganha novo significado no Brasil e no mundo. Em geral, ela está associada ao modelo de TV pública, que tem objetivos essencialmente educativos e culturais. No mundo, a melhor experiência de universidade aberta é a da televisa britânica BBC, que é um modelo de TV pública. Nos EUA, o conceito renasce nas maiores universidades, como Berkeley, Stanford, Harvard ou o MIT.

Milton – Como está o Brasil nessa área?

Ethevaldo – Entre as 20 emissoras estatais, públicas, educativas ou culturais do País, creio que a melhor experiência em matéria de TV educativa e cultural é a da TV Cultura de São Paulo, da Fundação Padre Anchieta, criada há 44 anos.

Milton – Mas existe alguma coisa parecida com o conceito de universidade aberta?

Ethevaldo – Existe, Milton. Nos últimos quatro anos, surgiram em São Paulo duas novas emissoras típicas de universidade aberta, graças à tecnologia de TV digital. Com essa facilidade, denominada multiprogramação, nasceram a Univesp, a Universidade Virtual do Estado de São Paulo, no canal 2.2, e a Multicultura, no canal 2.3.

Milton – E qual é o futuro dessa experiência?

Ethevaldo – Acho que deverá ser dos melhores até porque Marcos Mendonça, candidato a presidente da Fundação Padre Anchieta, e que já ocupou esse cargo, tem como prioridade ampliar essa experiência e criar novo canal voltado predominantemente para a educação, utilizando ao máximo os recursos da TV digital e da internet.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *