TV para latinos em inglês

Publicado em: 19/11/2012

Há quase cinco anos, tenho escrito sobre a força da televisão latina nos Estados Unidos. Em Caso Univision: hispanidade multimídia, contei a história de formação dessa rede que, mesmo com uma programação 100% em espanhol, possui audiência maior que CBS, ABC, NBC e Fox em muitos horários e targets importantes.

Foi nos anos 1960 que surgiram os primeiros canais para latinos em território estadunidense, mas a explosão desse mercado viria mesmo a partir dos anos 1980. Ou seja: se analisarmos somente desde a década de 1980 para cá, são três gerações de hispânicos que consomem mídia em espanhol nos Estados Unidos, mas que, ao mesmo tempo, também absorveram o inglês e a cultura do país que escolheram para viver. Viver dois idiomas e dois universos culturais tão distintos acabou se tornando mais um diferencial desse público, que foi um dos únicos que vem conseguindo resistir à crise econômica pela qual passam os EUA.

Essa mistura acabou criando grandes desafios para todas as redes de TV. Aquelas que transmitem em inglês descobriram que poderiam alcançar os hispânicos sem falar espanhol. Já aquelas que transmitem em espanhol viram que, para crescerem, teriam que partir também para o anglo-saxônico.

Para entrar em cada um desses novos mercados com o mínimo de risco, parceria tornou-se a palavra de ordem. Algumas tentativas foram feitas no passado, mas sem sucesso. Em 1993, por exemplo, Rupert Murdoch (Fox) e Emilio Azcárraga Milmo (Televisa) formaram uma produtora chamada Morning Glory (o mesmo nome de um iate possuído por Murdoch), cujo objetivo era gravar tramas mexicanas traduzidas para o inglês, aproveitando a grande infra-estrutura (e os baixos custos) de Televisa San Ángel, a central de produções controlada por Azcárraga. De tão problemática, a produção The Crystal Empire (versão de Imperio de Cristal) nem chegou a ir ao ar e marcou o fim do negócio.

Somente muitos anos mais tarde é que esse tipo de versão viria a dar certo. A atriz e produtora mexicana Salma Hayek transformou a telenovela colombiana Betty, la Fea na série estadunidense Ugly Betty, que fez a rede ABC atingir em cheio o público 18-49 (o mais cobiçado pelas agências nos EUA) e abrir seus olhos para um mundo novo de oportunidades também entre os hispânicos bilíngues.

Em maio de 2012, foi anunciada uma joint venture entre ABC News (divisão de jornalismo da ABC) e Univision para o lançamento do primeiro canal 24h de notícias em inglês para hispânicos: Univision News. Clique para assistir assista uma reportagem que apresenta a parceria.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *