Uma palavra de despedida, apenas: ajude

Publicado em: 16/09/2012

De mãos dadas construiremos nosso planeta

De velho salvaremos alguns gestos autênticos que merecem ser guardados, talvez nossa angústia e um pouco de azul e sol, mas não viveremos mais presos aos silêncios longos. De mãos dadas enfrentaremos o mundo. E quando me der vontade de regressar, me ajude! Por favor, me ajude a destruir meus momentos antigos, eles ficaram tão velhos, agora, segure minhas mãos com força e confie em mim. Confie inteiramente em mim porque eu preciso de tua confiança. E já não regressarei aos meus fantasmas porque estarei contigo, comprometido com o momento presente, com esse amor que descobrimos de repente em nossos gestos, e era tão fácil e importante. (Nelson Padrela)

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *