Uma voz poderosa

Publicado em: 16/11/2008

Boa voz sempre foi requisito básico para o candidato a locutor. Alguns profissionais que se destacaram no microfone, tornaram-se  locutores profissionais sem nunca ter pensado nisso.

A boa voz de um jovem de 18 anos em Londrina (norte do Paraná) chamou a atenção de um diretor da Rádio Paiquerê e mudou o destino do estudante que se preparava para ser professor de História.

Em 1965, Álvaro Dias era presidente de uma entidade estudantil na Capital do Café. Certo dia, um repórter da Rádio Paiquerê, em busca de notícias do mundo estudantil fez uma entrevista com o líder dos estudantes que impressionou pelo tom grave de sua voz e firmeza com que discorria sobre o assunto perguntado.

A entrevista valeu um convite para trabalhar no rádio. Começou como locutor e redator de um programa cultural. Em menos de um ano Álvaro Dias adquiriu experiência suficiente para garantir um novo emprego, onde poderia desenvolver projetos mais ousados na profissão.

Mudou para a Rádio Atalaia que na época produzia e gravava novelas que se  tornaram famosas na região e foram vendidas para emissoras de vários pontos do país. De narrador de novelas no novo emprego, Dias passou a radio-ator e em seguida a roteirista.

Sua primeira criação foi uma novela baseada no livro inglês “Castelo do Chapeleiro”. Com o título de “Mansão do Ódio”, a novela  escrita por Álvaro Dias, foi muito bem recebida pelo público e valeu uma posição de destaque entre os membros da equipe da emissora.

Criou, mais tarde, o programa “Palavras Amigas” onde os ouvintes escreviam contando seus dramas que eram radiofonizados. Dias, ao final de cada programa, dava conselhos sobre o problema apresentado e com isso foi ganhando prestígio entre os ouvintes. Quando a Jovem Guarda estava no auge, lançou um programa com o título “É Uma Brasa”, que foi campeão de audiência.

A grande popularidade conseguida com seus programas de rádio chamou a atenção de lideranças políticas locais. Convidado a se candidatar a vereador, aceitou e foi eleito em 1968, iniciando uma das mais brilhantes e vitoriosas carreias políticas que se tem noticia no Paraná.

Álvaro Dias, trabalhou algum tempo na TV-Tibagi de Apucarana, e foi eleito deputado estadual, deputado federal, senador e governador do Paraná.

Do livro Sintonia Fina

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *