Valêncio Xavier*, um pioneiro de valor

Publicado em: 27/07/2009

O programa de inauguração da TV-Paraná (Emissoras Associadas) no dia 19 de dezembro de1960 teve como produtor, o jornalista, escritor e diretor de cinema e teatro, Valêncio Xavier.

Desde o primeiro dia de transmissões, foi ele um dos mais destacados profissionais atuando em vários setores. Durante algum tempo escreveu peças apresentadas pelo Teatro Glauco Flores de Sá Brito, no horário nobre da emissora associada. Valêncio contava com o talento e a dedicação do jovem cenógrafo Juarez Machado, que fazia verdadeiros milagres ao montar cenários num pequeno salão dividido em várias partes por grandes pilares que sustentavam o prédio.

Ao escrever uma peça teatral o autor tinha que levar em conta as péssimas condições para sua montagem no pequeno estúdio. Resolviam esse problema com talento e improvisação.  Valêncio Xavier costumava sair caminhando pelas ruas de Curitiba em busca de inspiração para suas peças. Certa vez, deparou num sebo com uma revista de telenovela e não teve dúvida em adaptar uma história ali publicada para a televisão.

No dia seguinte, choveram reclamações de telespectadores, porque parece que toda a população tinha comprado a tal revista. Esse notável profissional, já falecido, desenvolveu intensa e criativa atividade na TV Paraná, até 1964 quando teve que mudar de nome.

Cartas e telefonemas pediam a prisão do “comunista” Valêncio Xavier. Na época a caça ás bruxas promovida pelo regime militar nos meios de comunicação era intensa. Valêncio passou muito tempo escondido em apartamentos de amigos e a direção de emissora manteve seu emprego. Ele continuou escrevendo peças para a TV sob o pseudônimo de Ivo Nauce.

*Valêncio morreu sábado em Curitiba onde “vivia há 500 anos”, como gostava de dizer.

1 responder
  1. Rosimeri soares darosa says:

    só tenho a cada dia mais orgulho,de ver o senhor JAMUR JUNIOR tem valores pra poder falar ,como do senhor valêncio Xavier esse homem de tanto valor.parabens senhor JAMUR JUNIOR

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *