Vavá

Publicado em: 10/06/2007

Foi um dos grandes craques na história do Vasco da Gama e da Seleção Brasileira de Futebol. Vavá não tinha a habilidade de Robinho com a bola mas, compensava isso com a garra , força física e boa colocação dentro da área para marcar o gol. Levava a defesa contrária no peito e por isso foi chamado por um narrador esportivo de Vavá Peito de Aço. 
Por Jamur Júnior

Marcou muitos gols deu alegria ao povo brasileiro, tornando-se um ídolo e exemplo de atleta dedicado, honesto e bom companheiro. Vavá comandou o ataque brasileiro na Copa de 1958, quando Pelé, ainda um menino de 17 anos, fez sua estréia na histórica conquista do mais importante troféu do futebol mundial.
Artilheiro respeitado por todos os zagueiros do Brasil, Vavá deixou sua marca no futebol brasileiro como atacante determinado de grande vigor físico, porém leal com os companheiros e adversários.
Passados tantos anos desse bom tempo, surge um novo Vavá no Brasil. Lamentavelmente este não marca gols na sua equipe, pelo contrario, manda a bola para as próprias redes. O Vavá irmão de Lula está sendo investigado pela PF por sua suposta ligação com caça níqueis. Até parece que o Brasil andou para trás.  O Vavá antigo marcava gol a favor de sua equipe e dava exemplos de bom comportamento. O atual marca gol contra e parece que, no momento, está longe de servir de bom exemplo.
Um país que vive a procura de ídolos e precisa deles para levantar o astral de sua população, afunda um pouco mais, cada vez que um ídolo ou alguém que deveria servir de boa referência, seja homem publico, artista ou atleta, pisa na bola ou marca gol contra.
O cantor que é preso como traficante, o político indiciado por desvio de dinheiro público, filho fora do casamento, mensalão etc. O empresário que suborna  políticos e servidores públicos para levar alguma vantagem, são os exemplos mais comuns que, infelizmente, freqüentam com assiduidade ás páginas de jornais e revistas do país.
Sem querer ser saudosista mas querendo, como diria Chaves, o mexicano engraçado:  bons tempos aqueles do Vavá Peito de Aço.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *