Vendaval e fortes chuvas causam transtornos em rádios do Sul do país

Publicado em: 01/07/2020

Entre a tarde e o início da última terça-feira (30) um efeito conhecido como “ciclone bomba” trouxe inúmeros transtornos na região Sul do país.

Os estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul foram atingidos e contabilizam prejuízos. Em decorrência das fortes rajadas de vento, várias emissoras de rádios sofreram com danos em suas estruturas, especialmente em Santa Catarina. A ACAERT, entidade que representa o setor catarinense de rádio, chegou a noticiar e se manifestar sobre o ocorrido.

O fenômeno acontece quando uma frente fria se associa a uma queda repentina na pressão atmosférica. Rajadas de vento foram registradas no Oeste Catarinense e avançaram para o litoral. Além de inúmeros prejuízos, o “ciclone bomba” causou sérios transtornos para emissoras de Santa Catarina, como Rádio Porto Feliz AM 1530 de Mondaí, Rádio Clube FM 88.5 de São João Batista, Rádio Vale FM 88.3 de Saudades, Rádio Educadora FM 90.3 de Taió e Rádio Massa FM 105.1 de Canoinhas, estas que tiveram suas torres de transmissão seriamente danificadas, segundo relatos de colabores e profissionais do meio rádio. Emissoras situadas na região de Joinville também sofreram com interrupção na transmissão.

Silvano Silva, presidente da ACAERT (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão), manifestou sua solidariedade. “Lamentamos muito os prejuízos causados aos parques transmissores e antenas, mas estamos aliviados porque não houve informações de vítimas entre nossos associados. Triste ver o estado de Santa Catarina ser atingido mais uma vez por um fenômeno como esse, especialmente agora quando o foco estava no combate ao coronavírus. Mas tenho certeza que vamos superar mais este desafio, a resiliência sempre foi uma marca dos catarinenses”, afirmou segundo o portal da entidade.

Apesar de Santa Catarina ser o estado que contabilizou até o momento o maior número de registros, o Paraná também foi atingido pelo fenômeno. As emissoras Alvorada FM 102.5 de Rebouças e as estações Rádio Progresso FM 106.9 e Cleveland FM 90.5, ambas de Clevelândia, tiveram suas antenas atingidas.

Curitiba chegou a registrar na tarde de ontem rajadas de vento com até 96 km/h, segundo dados do INMET. Já o Simepar registrou ventos superiores a 100km/h na região da capital. Emissoras de rádio da cidade não apresentaram problemas de instabilidade no sinal, porém a RIC FM 107.1, que tem sua torre instalada em Contenda, sofreu e teve sua estrutura prejudicada. Apesar disso, a emissora deve retornar com suas operações no decorrer desta quarta-feira (1).

(tudoradio.com, 01/07/2020)

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *