VIVA O RÁDIO

Artigo publicado em: 27/11/2006

O bom e velho rádio continua sendo o que sempre foi em eficiência nas comunicações, apesar de desdenhado por muitos publicitários e descuidado por outro tanto de radiodifusores. Quem acompanha ou simplesmente lê sobre o assunto, sabe que o rádio é um veiculo que chega onde outros nem passam perto.
Por Jamur Júnior

Na roça, na cidade, nas ilhas distantes ou nas grandes avenidas, nos carros, bares e lares, há sempre um radio informando, distraindo e alegrando a vida dos brasileiros. Como se isso não bastasse, o rádio tem uma função social e política de extraordinária importância para a vida de todos nos, especialmente dos moradores em pequenas localidades. E ele o grande defensor e guardião dos interesses das pequenas comunidades.
Uma pesquisa recentemente divulgada pela revista Época, revela a importância do rádio para o controle do apetite desonesto de alguns administradores públicos que costumam “colocar a mão no jarro” (outros levam o jarro pra casa) quando assumem o poder executivo municipal.
A pesquisa mostrou que nos municípios onde havia emissoras de rádio, os índices de corrupção na administração municipal caiam em media 40%, ou seja, bem acima da media mundial.
A explicação dos pesquisadores mostra claramente como é importante a presença do rádio na vida do cidadão. Com a divulgação sistemática dos atos dos prefeitos e as ações dos vereadores, especialmente os opositores que costumam levantar suspeita sobre a administração, o publico fica mais informado e os políticos inibidos e até mesmo, acuados pela população bem informada. E viva o Rádio.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *