Você me pergunta sobre o Osny da Mirador de Rio do Sul

Publicado em: 09/03/2008

Osny José Gonçalves era réstia de luz que caminhava entre nós nos corredores da Rádio Mirador, iluminando a todos, mostrando caminhos, incentivando-nos. Um dia Deus sem querer ou notar, descuidadamente, encostou-se no interruptor da vida e desligou o Osny.

Interessante, não ficamos no escuro! Sempre que pensávamos nele tudo clareava à nossa volta! A luz permaneceu.

Osny trabalhava na empresa Rádios Norberto (Norberto Frahn). Frahn: famosa marca de aparelhos eletrônicos, principalmente caixas acústicas, de Rio do Sul. Depois, capital Coreano, com fábrica na Zona Franca de Manaus.

Norberto Frahn decide comprar a concessão do canal da Rádio Mirador, única emissora na cidade capital do Alto Vale do Itajaí e convida Osny para sócio. De noticiarista e consertador de rádios, Osny passa a radiodifusor.

Quando saí de lá, em 1964, para trabalhar em Florianópolis, a convite de Antunes Severo, Osny ainda estava vivo. Morreu ao volante, numa movimentada Avenida do centro da cidade, quando o coração resolveu parar de repente.

Grandes lembranças tenho… Lá nasceu minha filha, lá estão enterrados minha avó e meu pai. Lá, como Diretor Artístico da Rádio Mirador sob o comando de Osny José Gonçalves, consegui com o seu apoio, ajudar a fundar a Câmara Júnior, o Lar da Menina Desamparada e a erradicar favela do Beira.

Com Osny José Gonçalves no comando conseguimos levar o nome da emissora a destacado lugar entre as demais emissoras do estado.

Antunes, quando você aventou a possibilidade de lembrar no site Caros Ouvintes o nome de Osny, fiquei muito contente. E muito mais ficarão os seus filhos e esposa que ainda moram em Rio do Sul, comandando as suas duas rádios (AM e FM) além da TV Bela Aliança, onde tive a honra de ser homenageado tempos atrás.

Parabéns, Antunes Severo, pela oportunidade que dá a todos nós que conhecemos Osny Gonçalves, de lembrá-lo com muito carinho!

Quando cheguei na Mirador, criei o sistema que você acaba de citar* com um quadro enorme na parede da minha sala, com os cartões de cada empresa anunciante distribuídos exatamente como você descreveu. Além disso, por incrível que possa parecer, coloquei os discos em pé nas prateleiras da discoteca onde estavam todos os deitados. O Osny somente me olhava e dizia: Não vá me dizer que você quer que eu mande virar a discoteca de cabeça para baixo!

– Pra baixo não, disse eu: quero que bote em pé.

Ele não discutiu. Era muito inteligente e sabia reconhecer as coisas. Mandou que se fizesse as prateleiras novamente, desta vez em pé.

O Osny, quando saí de lá, em 1964 disse: “O Antunes te comprou com promessas e você acreditou! Mas vá que o cabra é honesto!” Eu sabia, porque nós já havíamos trabalhado juntos em Itajaí.

Não esqueça os próximos nomes: Silveira Júnior, Edson Silveira, Olindor Ribeiro de Camargo, Pedro Washington de Almeida, Odemar Costa, J. Pedro…

Redação: O Donato se refere a esta parte da mensagem que lhe mandei pedindo ajuda para fazer esta matéria. “Lembro dele quando comecei a A.S. Propague e tínhamos clientes estaduais que anunciavam em várias emissoras. A rádio Mirador foi a primeira a introduzir o sistema de anúncios com hoirário determinado. Você podia contratar uma programação estabelecendo o dia e hora em que o anúncio deveria ser transmitido, ou se não quisesse poderia anunciar no sistema rotativo também este obedecendo um rigoroso escalonamento de distribuição em todo o horário de transmissão da emissora. Se você anunciasse três vezes por dia, diariamente, seus comerciais seriam irradiados dois pela manhã, dois a tarde e dois a noite em intervalos rigorosamente distribuídos equitativamente”.

 

 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *