Zamma entre nós

Publicado em: 16/07/2011

Encontrei no livro “Zamma”, de Roberto Corrêa (Editora Referência/ESPM) este volante promocional da apresentação dos “Jograis de São Paulo” no Teatro Álvaro de Carvalho, de Florianópolis, em 1961. Um dos integrantes era o “galã” de telenovelas Rubens de Falco. Mas o que mais me chamou a atenção foi ver o nome do músico que fazia o “acompanhamento”, o compositor e genial jinglista Caetano Zamma (Caetano Zammataro) que morreu aos 75 anos em São Paulo em novembro de 2010. Zamma criou letras e arranjos que concorreram nos famosos festivais musicais, como “Cantiga” e “Bossa Nova em Nova York” e participou intensamente dos anos dourados da Bossa Nova. Mas foram seus jingles que lhe deram fama, especialmente o “Estrela Brasileira” (depois “Estrela das Américas”), da Varig, nos anos 60.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *