A riqueza dos sons ao alcance dos alunos

Publicado em: 02/10/2008

Estou otimista. Nem tudo está perdido. Falas, ruídos e trilhas musicais voltam a estar presentes em reportagens de rádio. Quem está me provando isto são os alunos de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina.

Valendo nota, os estudantes foram divididos em grupos para produzirem uma matéria especial de dois a três minutos. A matéria deveria ser rica em depoimentos e sons ambientes.
Um bom exemplo foi o material elaborado pelas alunas Amanda Mariano, Betina D´Ávila, Caroline Concado e Tiffane Soares. Elas abordaram o cotidiano de vendedores de rua, mais especificamente da Rua Felipe Schmidt, em Florianópolis.
Segue parte do texto das alunas:
“Há não muito tempo atrás passar pela Felipe Schmidt significava saber das últimas, conferir se alguém morreu, palpitar sobre o andamento das eleições ou ainda sobre a vida alheia. Era lá na Rua Felipe Schmidt que todos se reuniam e, assim como hoje, alguns figurões surgiam neste cenário”.
“Entre os figurões estavam o senador Alcides Hermógenes, sempre bem vestido, em seu impecável terno de linho branco. Ou a Lurdes da Loteria que inventava profissões às pessoas que abordava, ou então, o Ademar, mais conhecido como o homem do globo, que gritava para anunciar o seu produto, o jornal O Globo. Esses personagens já não existem mais, eles deram espaço para tantos outros que assim como eles já se tornaram parte do cenário da velha Felipe Schmidt”.

Acompanhe o áudio da matéria especial.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *