Feliz Ano Novo… Ou Ano Novo Feliz!

Publicado em: 30/12/2008

Mais do que nunca é hora de renovarmos esperanças em busca da felicidade em 2009.

O que esperamos do novo ano? Todos pedem boas novas no ano que está nascendo, mesmo diante de previsões tão assustadoras sobre a grande desordem financeira que tomou conta do mundo no final de 2008.

Dizem que a unanimidade é burra, mas, neste caso, mesmo os mais descrentes alimentam uma lasquinha de otimismo para os 365 dias deste ano novo que não é bissexto. Precisamos ter bastante fé. Muita gente, acreditando ou não, tomou banho de sal e ofereceu flores para Yemanjá clamando por felicidade.

Os materialistas asseguram que não existe felicidade sem dinheiro, o que se caracteriza nas mensagens de Feliz e Próspero Ano Novo. Tem até a letra de um samba que assegura que “quanto mais perto do luxo, mais longe da felicidade”. Mas o que é felicidade? Estado de quem é feliz. Ventura. Bem-estar, contentamento. Bom resultado, êxito?

O dicionário nos dá várias respostas. Mas o que é mesmo felicidade? Cada ser humano tem sua própria definição; porém, quando somos felizes nosso semblante transparece iluminado anunciando esse estado de espírito, na maioria das vezes tão difícil de ser alcançado.

Há muita controvérsia sobre o pensamento de que só se é feliz com dinheiro no bolso. Um simples trabalhador que luta para manter seu emprego e mal pode sustentar sua família, esbanja contentamento enquanto um grande milionário, sem nenhuma preocupação material, quase nunca é dominado por essa maravilhosa sensação chamada felicidade.

Por isso, a melhor forma que encontrei para desejar um 2009 pleno de paz e alegria a você, nosso caro ouvinte-leitor, foi transcrever o texto cheio de beleza, simplicidade e exatidão de Márcia Nogueira Cobra, A voz da felicidade, um retrato sobre a amizade, a sabedoria e o amor (aqui postado na voz do locutor Odemar Costa)::

A Voz da Felicidade

Oi!!!
Meu nome é… Felicidade.
Faço parte da vida daqueles que tem amigos, porque quem tem amigos é Feliz!!!
Faço parte da vida daqueles que vivem cercados por pessoas como você, pois viver assim é ser Feliz!
Faço parte da vida daqueles que acreditam que: ontem é passado, amanhã é futuro, e…
…Hoje é uma dádiva.
Faço parte da vida daqueles que acreditam na força do Amor, que acreditam que para uma história bonita não há ponto final.
Eu sou casada sabiam?
Sou casada com o tempo.
Ele é responsável pela resolução de todos os problemas. Ele reconstrói corações, ele cura machucados, ele vence a Tristeza…
Juntos, eu e o Tempo tivemos três filhos: a Amizade, a Sabedoria e o Amor…
A Amizade é uma menina linda, sincera, alegre. Brilha como o sol. Une pessoas, pretende nunca ferir, sempre consolar.
A do meio é a Sabedoria. Culta, íntegra, sempre foi mais apegada ao pai, o Tempo.
A Sabedoria e o Tempo andam sempre juntos!
O caçula é o Amor.
Ah! Como esse me dá trabalho!
É teimoso, às vezes decide encantar apenas um coração…
Eu vivo dizendo: Amor, você foi feito para unir corações, e não infiltrar-se em apenas um…
O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo!
Quando ele começa a fazer estragos eu chamo logo o pai dele, o Tempo, e aí o Tempo sai fechando todas as feridas que o Amor abriu!
Tudo no final sempre dá certo e, se ainda não deu, é porque não chegou o final.
Por isso, acredite sempre na minha família!!!
Acredite no Tempo, na Amizade, na Sabedoria e principalmente no Amor.
Aí, com certeza um dia, eu, a Felicidade, baterei à sua porta!!!
Tenha Tempo para os Sonhos… Eles conduzem sua carruagem para as Estrelas.
Tenha um ótimo dia e não esqueça: Sorria sempre e Seja muito Feliz!!!

P.S. Gostaria muito de viver em 2009 no sentido contrário da composição Epitáfio, de Sérgio Britto (Titãs), do qual me faço parceiro nesta mensagem final (original, aqui postada com os Titãs):

Devo amar mais, chorar mais
Ver o sol nascer
Devo arriscar mais e até errar mais
Fazer o que eu quero fazer 
Quero aceitar as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar

Devo complicar menos, trabalhar menos
Ver o sol se pôr
Devo me importar menos com problemas pequenos
Morrer de amor
Quero aceitar a vida como ela é
A cada um cabem alegrias e a tristeza que vier

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar…

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *