Papo Livre: o que faz um pedido sem o primeiro “d”

Publicado em: 09/01/2011

E chegou a hora do nosso Papo Livre para eu contar causos pra vocês. Eu creio que o eu vou contar aconteceu lá pela década de 1970. O excelente locutor noticiarista Jorge Yared apresentava na Rádio Clube Paranaense o “Jornal da Meia-Noite”. Narciso Assumpção, saudoso companheiro, era o redator desse noticiário. Eu lembro que foi com o Narciso que aprendi a fumar cachimbo e ele foi comigo para comprar o meu primeiro pito. Desse vício que durou muitos anos já faz tempo que abdiquei.

Mas voltando ao “Jornal da Meia-Noite”, certa vez havia um texto que falava sobre uma reunião que o governador da época realizara com o seu secretariado. Em certo trecho estava escrito que “os secretários ficaram admirados com o PEDIDO do governador”. Ao gravar o noticiário Jorge Yared, confiante na redação excelente do Narciso Assumpção, foi lendo o texto sem antes dar uma olhada para conferir. Não notou que na palavra PEDIDO faltava a primeira letra D. Pedido, sem o primeiro D tem outro significado e o Yared leu que “os secretários ficaram admirados com o P… do governador”. Ele de imediato percebeu a falha e após uma boa gargalhada avisou o operador Paulo Alberti que iria gravar novamente aquele trecho. E gravou outra vez, então corretamente.

Antes de ir embora recomendou novamente ao Paulo Alberti:

– Paulo, por favor, não esqueça de apagar aquela parte. Não esqueça, ta?
E foi pra casa tranquilo.

Aconteceu que o Paulo Alberti logo em seguida teve que fazer outra gravação, e mais outra, e esqueceu de fazer a correção. Em casa, ouvindo o noticiário, Jorge Yared quase teve um treco ao ouvir tudo o que havia gravado: o erro, a gargalhada e a sua recomendação ao operador para apagar tudo aquilo. Difícil foi , no dia seguinte, aguentar a gozação dos colegas.
 
Este nosso Papo Livre transmitido pela Rádio Paraná Educativa AM 630 aos domingos, das 7 às 8 da manhã, é reproduzido no site www.carosouvintes.org.br do meu amigo Antunes Severo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *